Fonte: OpenWeather

    Esportes


    Iranduba apresenta elenco para o Brasileirão

    Elenco foi apresentado em uma  academia na Zona Norte - foto: divulgação
    Elenco foi apresentado em uma academia na Zona Norte - foto: divulgação

    Visando à estreia no Campeonato Brasileiro Feminino, que será no dia 21 de janeiro, o Esporte Clube Iranduba da Amazônia apresentou, nesta terça-feira (12), o elenco para a temporada 2016. Ao todo, são 28 atletas de 17 a 25 anos. Entre os destaques estão as volantes Djenik Becker e Sâmia Pryscila, que estavam no Kindermann-SC, atual campeão da Copa do Brasil, e ambas jogaram a Libertadores pelo time.

    O comandante do Hulk da Amazônia, Olavo Dantas, diz que a expectativa é a melhor possível, pois o time está focado e preparado para o início da competição. Segundo ele, a proposta de trazer meninas com experiência na seleção brasileira conta muito, além de reforçar a equipe.

    “Teremos uma equipe muito qualificada, com jogadoras bem focadas nesta competição. O grupo está bastante forte para fazermos grandes jogos. A gente sempre trabalhou com dificuldades, mas agora temos um grupo muito mais qualificado. A classificação é nossa prioridade”, afirmou.

    Sobre a mudança do adversário na estreia, o técnico falou que o planejamento muda, mas que será necessário superação por parte das atletas.

    “Nós tivemos na última sexta-feira (8) a confirmação da desistência da equipe do Náutico-PE, com a entrada do Tiradentes, do Piauí, que é uma equipe muito forte. Vamos jogar na próxima quinta-feira, dia 21, no estádio Gilbertão. Esperamos começar bem a competição”, disse.

    Sonho de jogar na Arena

    A princípio, o Iranduba mandará os seus jogos no estádio Ismael Benigno, a Colina. Para OIavo Dantas, o local atende perfeitamente a todas as necessidades do time, tanto de treinamento quanto de jogos, mas que todas do elenco sonham em poder atuar na Arena da Amazônia, palco da Copa do Mundo em Manaus.

    “A Colina vem atender as nossas expectativas em questão do que precisamos. O estádio é muito bom, o campo é muito bom, tem tudo o que precisamos, mas a Arena é um sonho. Futebol é isso e com certeza vamos aproveitar a oportunidade, se ela aparecer”, afirmou.

    Por Lindivan Vilaça

    Mais lidas

    1. Treinadores reclamam da arbitragem no Amazonense de base

    2. Judoca amazonense disputa Mundial Júnior na Croácia

    3. Inscrições para 8º edição da Corrida Cidade de Manaus abrem nesta quarta

    4. Dificuldades em aprender Matemática? Escola promove Festival de Xadrez para auxiliar o aprendizado de alunos

    5. Brasil mantém 2ª lugar de ranking da Fifa; cabeças de chave são confirmados