Fonte: OpenWeather

    Esportes


    Em desvantagem, Fast enfrenta o Águia de Marabá nesta quarta

    Jovem elenco do Fast busca surpreender o elenco experiente do Águia, em Marabá – foto: Diego Jantã
    Jovem elenco do Fast busca surpreender o elenco experiente do Águia, em Marabá – foto: Diego Jantã

    Após perder por 1 a 0 em plena Arena da Amazônia Vivaldo Lima, a equipe do Fast enfrenta na noite desta quarta-feira o Águia, no estádio Zinho de Oliveira, em Marabá (PA). A missão dos meninos comandados pelo técnico Darlan Borges não é das mais fáceis. O time manauense precisa vencer por dois gols de diferença para avançar na Copa Verde. Caso sofra algum tento, basta triunfar por uma vantagem de uma bola na rede. A bola vai rolar às 19h30, horário de Manaus.

    Para o confronto de logo mais, Darlan não poderá contar com o principal jogador fastiano, o atacante Jack Chan. Diferente do que foi ventilado nas redes sociais, o atleta não se ausentou do clube sem motivo. Segundo informações do diretor das categorias de base do Fast, Thiago Durante, o atleta recebeu a triste notícia do falecimento do seu pai e viajou para Boa Vista (RR). O dirigente ainda completou afirmando que a ausência foi autorizada e o clube deu todo suporte financeiro para o deslocamento do jogador.

    Desta forma, quem deve ganhar uma vaga no time titular é o atacante Lucas Peteca, que atuou pelo Rio Negro na última edição do Campeonato Amazonense. Outra mudança que pode acontecer é a entrada do polivalente Pelezinho no meio-campo do Rolo Compressor.

    Força máxima
    Pelo lado do azulão de Marabá, o técnico João Galvão pretende repetir a mesma equipe que venceu o duelo de ida em Manaus. Camisa 10 do time paraense, o meia Flamel, espera mais um confronto complicado, principalmente se levar em consideração que o time do Fast é formado por garotos que jogarão sem a responsabilidade de passar de fase na Copa Verde.

    “A equipe do Fast é nova. Eles deram trabalho jogando em casa. Geralmente, a equipe mandante busca logo o jogo, mas fomos felizes em fazer o gol logo no começo da partida e isso deu tranquilidade. Aqui não será diferente. Eles vêm para o tudo ou nada. É uma equipe de garotos que não tem muita responsabilidade”, disse Flamel, ao completar afirmando que o segredo para a vitória será jogar com a bola no pé, tentando envolver o time adversário.

    “Temos que ser experientes e precisamos colocar a bola no chão. Vai ser difícil a partida, mas estamos mostrando no Paraense e na Copa Verde que somos um time maduro e que sabe aproveitar as oportunidades. Espero conseguir essa classificação, mas antes temos que fazer dentro de campo nossa parte. Temos que mostrar a nossa experiência diante de uma equipe formada por garotos. Temos condições de sair classificados”, finalizou o meia.

    Por Thiago Fernando

    Mais lidas

    1. Treinadores reclamam da arbitragem no Amazonense de base

    2. Judoca amazonense disputa Mundial Júnior na Croácia

    3. Inscrições para 8º edição da Corrida Cidade de Manaus abrem nesta quarta

    4. Dificuldades em aprender Matemática? Escola promove Festival de Xadrez para auxiliar o aprendizado de alunos

    5. Brasil mantém 2ª lugar de ranking da Fifa; cabeças de chave são confirmados