Fonte: OpenWeather

    Esportes


    Primeira Liga propõe mudanças na CBF e pede venda de avião da entidade

    Sede-da-CBF-2012---foto-divulgação-CBF
    A lista foi aprovada durante encontro dos 15 clubes filiados à entidade, no Rio. foto: reprodução

    A Primeira Liga, que reúne clubes de cinco Estados brasileiros, divulgou nesta terça-feira (1º) um documento com dez propostas de mudanças para a CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

    Entre as propostas sugeridas estão mudanças no sistema eleitoral, adoção de medidas de transparência e o reconhecimento do direito por parte dos clubes de criarem uma liga nacional para gerir as séries A e B do Brasileiro.

    Há também uma proposta que pede a venda imediata do avião da CBF e a destinação dos recursos arrecadados a um fundo de desenvolvimento do futebol.

    Atualmente, a Primeira Liga organiza um torneio com 12 equipes do Rio, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. A competição está na terceira rodada de fase de grupos, a última antes das semifinais e da final.

    PROPOSTAS DA PRIMEIRA LIGA PARA MUDANÇAS NA CBF

    1. Sistema eleitoral. Candidatos a presidente necessitariam do apoio de cinco entidades, entre clubes e federações, para inscrição no processo eleitoral.
    2. Transparência. Contratação imediata de uma empresa de auditoria (big four) para análise de todos os negócios e contratos da CBF a fim de apurar as suspeitas de corrupção.
    3. Proibição de cumulação de cargos. Impossibilidade de detentores de mandato eletivo e ocupantes de cargos na administração pública, federações e clubes de participarem da presidência e diretoria da CBF.
    4. Apoio ao futebol. Venda imediata do avião da CBF e destinação dos recursos arrecadados a um fundo de desenvolvimento do futebol.
    5. Política salarial. Proibição quanto à fixação do salário de presidente pelo próprio presidente, definição da remuneração por empresa independente e publicação de salário da presidência e diretoria.
    6. Legalidade. Reconhecimento do direito dos clubes da série A e B de participarem da assembleia administrativa da CBF, segundo o disposto na Lei 13.155
    7. Ética. Criação de um conselho de ética formando por pessoas independentes e reconhecidas nacionalmente por suas posturas profissionais, com ampla liberdade de investigação.
    8. Liga. Reconhecimento do direito dos clubes criarem a liga nacional para a gestão das duas principais séries do futebol brasileiro a partir de 2017.
    9. Gestão. Definição de critérios rigorosos de ética na análise da elegibilidade de concorrentes a cargos eletivos e da admissibilidade no provimento dos cargos executivos e técnicos.
    10. Compras e patrocínios. Adoção de manual de procedimentos para a compra de produtos ou serviços, bem como para a negociação de patrocínios, que estimulem a competição e a transparência.


     

    Por Folhapress

    Mais lidas

    1. Treinadores reclamam da arbitragem no Amazonense de base

    2. Judoca amazonense disputa Mundial Júnior na Croácia

    3. Inscrições para 8º edição da Corrida Cidade de Manaus abrem nesta quarta

    4. Dificuldades em aprender Matemática? Escola promove Festival de Xadrez para auxiliar o aprendizado de alunos

    5. Brasil mantém 2ª lugar de ranking da Fifa; cabeças de chave são confirmados