Fonte: OpenWeather

    Esportes


    Justiça desportiva entrará com ação contra Palmeiras e Flamengo

    O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) informou que apresentará nesta quarta-feira (8) denúncia contra o Flamengo e Palmeiras. A ação parte da briga entre torcidas organizadas que ocorreu no confronto dos times no último domingo (5), no Estádio Mané Garrincha, em Brasília.

    O procurador-geral do tribunal do futebol, Paulo Schmitt, solicitou imagens das cenas de violência entre torcedores e está analisando vídeo e outras provas. Os times devem ser responsabilizados por não manterem o local da partida em condições de segurança e por desordem.

    Por terem quebrado os artigos 211 e 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), os times serão penalizados, podendo até ter que jogar sem vendas de ingressos, além de pagamento de multa, que pode chegar a R$ 100 mil.

    Agressões

    Uma briga entre torcedores do Flamengo e Palmeiras no Estádio Mané Garricha, em Brasília, na sexta rodada do Campeonato Brasileiro, no último domingo (5), deixou um torcedor ferido.

    Evandro Gatto, de 48 anos, veio de Petrópolis (RJ) e foi encaminhado para o Hospital de Base após a briga. O torcedor ficou gravemente ferido. De acordo com nota divulgada pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal, Evandro permanece na Sala Vermelha, em estado grave, porém estável e sem previsão de alta.

    Segundo a assessoria de comunicação da Polícia Militar do Distrito Federal, integrantes da Mancha Verde, torcida organizada palmeirense iniciaram a briga na área de bares e banheiros do anel inferior do estádio. Os palmeirenses estavam tentando ir para o lado flamenguista e chegaram a arrancar cadeiras do estádio para atacar os adversários. Cerca de 30 torcedores do Palmeiras foram encaminhados à 5ª Delegacia de Polícia e um policial ficou ferido.

    Também houve confronto do lado fora da arena. Nos dois momentos, os policiais usaram spray de pimenta para conter os torcedores.

    Torcidas organizadas

    A Procuradoria da Justiça Desportiva elaborou Termo de Ajustamento de Conduta para que os clubes tenham compromisso em manter a segurança nos estádios de futebol e nas redondezas. O documento prevê, ainda, que os benefícios para torcidas organizadas seja vedado e que em caso de confrontos os clubes devem auxiliar os órgãos responsáveis a identificar e responsabilizar os envolvidos.

    A iniciativa já havia sido encaminhada a Confederação Brasileira de Futebol anteriormente, e já foi aderida pela Federação Pernambucana de Futebol e seis clubes vinculadas a entidade: Náutico, Santa Cruz, Salgueiro, América, Central e Serra Talhada.
    Por Agência Brasil

    Mais lidas

    1. Treinadores reclamam da arbitragem no Amazonense de base

    2. Judoca amazonense disputa Mundial Júnior na Croácia

    3. Inscrições para 8º edição da Corrida Cidade de Manaus abrem nesta quarta

    4. Dificuldades em aprender Matemática? Escola promove Festival de Xadrez para auxiliar o aprendizado de alunos

    5. Brasil mantém 2ª lugar de ranking da Fifa; cabeças de chave são confirmados