Fonte: OpenWeather

    Esportes


    Com Neymar apagado, Brasil vence Japão em amistoso

    Com dois gols no primeiro tempo, a seleção brasileira olímpica derrotou o Japão por 2 a 0 na tarde deste sábado (30), em Goiânia, no seu último amistoso antes da disputa da Olimpíada do Rio de Janeiro.

    Mesmo com Neymar pouco participativo do jogo, principalmente na etapa final, o time do técnico Rogério Micale conseguiu dominar totalmente a partida e construiu a vitória com gols do atacante Gabriel e do zagueiro Marquinhos antes do intervalo.

    Depois, no segundo tempo, a equipe brasileira caiu bastante de ritmo com as muitas substituições e permitiu aos japoneses equilibrarem o confronto, apesar de ter sido pouco ameaçada.
    O jogo também foi marcado por um forte esquema de segurança, que incluiu até atiradores de elite. Pelo menos 300 policiais militares trabalham na segurança do jogo.
    O amistoso contra o Japão foi o único antes da estreia da seleção nos Jogos Olímpicos. O jogo de abertura será contra a África do Sul, no dia 4, em Brasília, às 16h. Depois, o Brasil ainda enfrenta lraque e Dinamarca, que também estão no grupo do Brasil na primeira fase.

    O JOGO

    Depois de um começo com dificuldades na troca de passes e criação das jogadas, o Brasil melhorou o seu desempenho a partir dos 20 minutos e dominou totalmente o jogo até o intervalo.
    Posicionada no 4-3-3, a seleção brasileira teve como principal característica a velocidade dos três atacantes (Neymar, pela esquerda, Gabriel Jesus, pela direita, e Gabriel, mais centralizado) e os bons avanços dos três meio-campistas (Thiago Maia, Rafinha e Felipe Anderson).

    Com isso, o time brasileiro conseguiu abrir 2 a 0 no placar na etapa inicial, com Gabriel, aos 32min, e Marquinhos, de cabeça, aos 40min. E ainda poderia ter marcado mais.

    O goleiro Nakamura fez ao menos duas importantes defesas. Já Neymar, de falta, e Thiago Maia, em chute de fora da área, chegaram a acertar a bola na trave adversária.

    No segundo tempo, Rogério Micale promoveu as entradas de Renato Augusto e Luan, do Grêmio, nas vagas de Felipe Anderson e Rafinha. Assim, o Brasil continuou melhor no jogo, mas deixava mais espaços para o Japão contra-atacar.

    Aos 8min, o goleiro Uilson, que substituiu Fernando Prass, evitou o primeiro gol japonês ao fazer bela defesa nos pés de Nakajima.

    Depois, as duas seleções fizeram muitas substituições e, somado à falta de entrosamento, o jogo caiu muito de ritmo até o apito final.

    Mesmo assim, Walace quase ampliou o placar em chute da entrada da área, na melhor chance brasileira no ataque.

    BRASIL

    Uilson; Zeca (William), Rodrigo Caio (Luan Garcia), Marquinhos e Douglas Santos; Thiago Maia (Rodrigo Dourado), Rafinha (Luan) e Felipe Anderson (Renato Augusto); Neymar, Gabriel (Walace) e Gabriel Jesus. T.: Rogério Micale

    JAPÃO

    Nakamura (Kushibiki); Muroya, Shiotani (Iwanami), Ueda e Fujiharu (Kamekawa); Endo, Harakawa (Oshima) e Nakajima; Yajima (Asano), Koroki e Minamino. T.: Makoto Teguramori

    Estádio: Serra Dourada, em Goiânia
    Árbitro: Wilson Lamoroux (Colômbia)
    Gols: Gabriel, aos 32, e Marquinhos, aos 40 min do 1º tempo
    Cartão amarelo: Oshima
    Público total: 33.458
    Renda: R$ 1.508.070,00

    Por Folhapress

    Mais lidas

    1. Treinadores reclamam da arbitragem no Amazonense de base

    2. Judoca amazonense disputa Mundial Júnior na Croácia

    3. Inscrições para 8º edição da Corrida Cidade de Manaus abrem nesta quarta

    4. Dificuldades em aprender Matemática? Escola promove Festival de Xadrez para auxiliar o aprendizado de alunos

    5. Brasil mantém 2ª lugar de ranking da Fifa; cabeças de chave são confirmados