Fonte: OpenWeather

    Esportes


    Iranduba cede empate ao Flamengo fora de casa nos acréscimos

    A volante irandubense Djeni chegou às pressas da Seleção Brasileira e atuou pelo Hulk - foto: Marcos de Paulla/All Sports

    Um empate em 2 a 2 com sabor de derrota. Assim pode ser definido o resultado do jogo do Iranduba diante do Flamengo-RJ, na tarde desta quinta-feira (15), no Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (Cefan), no Rio de Janeiro (RJ), no primeiro jogo das quartas de final da Série A do Campeonato Brasileiro de futebol feminino 2017. Após abrir 2 a 0 no placar com Sorriso e Drielly, as amazonenses viram as rubro-negras reagir e empatar a partida nos minutos finais do segundo tempo com Raquelzinha e Bárbara.

    O resultado, porém, não foi tão ruim para o Hulk da Amazônia. No duelo da volta, marcado para a próxima quarta-feira (21), às 20h (de Manaus), na Arena da Amazônia Vivaldo Lima, as amazonenses podem empatar até em 1 a 1 para avançar as semifinais. Um novo empate por 2 a 2 leva a decisão da vaga para os pênaltis, enquanto qualquer igualdade acima disso classifica as cariocas. Quem vencer a partida terá pela frente o vencedor do confronto entre Audax-SP e Santos-SP, que terminou com vitória do Peixe por 3 a 0, em Osasco.

    Os gols

    O Iranduba marcou seus dois gols em jogadas de bola parada. Aos 30 minutos do primeiro tempo, Sorriso aproveitou cobrança de escanteio, subiu mais alto que a defesa rubro-negra e abriu o placar.

    Na final da primeira etapa, aos 43 minutos, Djeni cobrou falta e a bola explodiu na trave. No rebote, Drielly ampliou para as amazonenses.
    No segundo tempo, com a vantagem no placar, o Iranduba administrou a posse de bola, teve chances de ampliar, mas acabou castigado por ter recuado nos minutos finais. Aos 44 minutos, Raquelzinha aproveitou 'cochilo' do sistema defensivo amazonense e diminuiu
    para o Flamengo.

    Quatro minutos mais tarde, as rubro-negras chegaram ao empate com Bárbara, que mesmo no chão, conseguiu empurrar a pelota para o fundo da rede e deixar tudo igual no placar.

    André Tobias
    EM TEMPO