Fonte: OpenWeather

    RISCO DE EXPLOSÃO


    Deslizamento pode atingir central de gás no Millennium Shopping

    Central de gás que abastece o centro comercial está próxima a área que desmoronou, na margem do Igarapé dos Bilhares

    Terreno próximo à central de gás que abastece o shopping cedeu devido às fortes chuvas. | Foto: Divulgação

    Manaus - Uma imagem divulgada nesta segunda-feira (16) mostra que uma área nas proximidades do Millennium Shopping, na zona Centro-Sul de Manaus, começou a desmoronar com as constantes chuvas que afetam a capital. Há risco iminente que um novo deslizamento atinja a central de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), que possui, ao menos, cinco cilindros que abastecem o centro de compras.

    Leia mais: Prefeitura mapeia áreas de risco e orienta moradores vítimas da cheia

    A central de GLP está localizada na margem do Igarapé dos Bilhares, a menos de cinco metros do barranco. Frequentadores do local relatam medo de uma possível explosão com o vazamento das tubulações que fazem o confinamento do gás que, provavelmente, abastece os restaurantes do centro comercial.

    De acordo com a RW Engenharia, empresa especializada na área, os cilindros de gás não podem ficar embaixo dos prédios. As centrais devem estar em local ventilado para evitar confinamento, em caso de vazamentos, e devem ficar afastadas a pelo menos 1,5 metros de ralos, já que o GLP é mais denso que o ar, e em vazamentos, pode ocorrer confinamento.

    Outras recomendações incluem o afastamento das centrais de gás a 3 metros de lixo e material inflamável, pontos de ignição como lâmpadas e tomadas, e passagens de veículos e estacionamentos. As estações também devem ficar afastadas a, no mínimo, seis metros de qualquer chama aberta, como fogão ou aquecedores.

    Posicionamentos

    A assessoria de comunicação do Millennium Shopping informou que o terreno cedeu após uma pedra se deslocar do barranco ao lado do centro de compras. A assessoria acionou a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), que avaliou possível desgaste natural da área. De acordo com o shopping, a pasta informou à direção que o local não apresenta risco de desabamento, e o centro comercial segue com funcionamento padrão.

    Já a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) ressaltou que o problema já foi identificado, e o local receberá contenção do talude. A secretaria informou ainda que a topografia da área já foi feita, e está sendo realizado o levantamento de material e maquinário necessários para iniciar os trabalhos. A Seminf ainda informou que o local está sendo monitorado por engenheiros da pasta.

    A assessoria de imprensa da Defesa Civil do Município informou que não havia registros de ocorrências na área onde está a Central de Gás. Segundo a assessoria, se a central de GLP é de responsabilidade do shopping, é a empresa que, depois de verificar o risco, deve acionar a Defesa Civil.

    Leia também

    Guindaste é retirado de carreta para evitar colisão em passarela

    Amazonino retrocede e revoga abono salarial aos secretários de Estado

    Convivência entre animais e bebês traz benefícios, mas exige cuidados