Fonte: OpenWeather

    Acompanhamento social


    Imigrantes acampados na Praça da Saudade recebem ajuda da prefeitura

    O órgão de assistência social vai verificar a melhor maneira de encaminhar os estrangeiros e os brasileiros para programas ou espaços adequados

    O grupo trabalha com a fabricação e venda de artesanatos | Foto: Márcio Melo

    Manaus - Uma equipe da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh) vai realizar um levantamento das necessidades dos cinco estrangeiros, oriundos da Colômbia, Equador e Venezuela, além de três brasileiros naturais de Minas Gerais, que montaram barracas de camping na Praça da Saudade, no Centro de Manaus. 

    De acordo com a Prefeitura de Manaus, o órgão de assistência social vai verificar a melhor maneira de encaminhá-los para programas ou espaços adequados.

    Há três semanas cerca de oito hippies de rua estão morando em um acampamento montado de forma improvisada em um jardim da nostálgica Praça da Saudade, no centro de Manaus. Entre os moradores estão cinco estrangeiros, sendo um colombiano, um equatoriano e três venezuelanos, além de três brasileiros, naturais de Minas Gerais.

    O grupo trabalha com a fabricação e venda de artesanatos e apresentação de artes circenses nos semáforos das principais avenidas da cidade. Sem ganhar o suficiente para pagar aluguel, os imigrantes encontraram refúgio e se instalaram no espaço público. O local ficou conhecido como “Pousada da Saudade”.

    Leia também: Praça da Saudade é invadida por estrangeiros e brasileiros

    Sem ganhar o suficiente para pagar aluguel, os imigrantes encontraram refúgio e se instalaram no espaço público
    Sem ganhar o suficiente para pagar aluguel, os imigrantes encontraram refúgio e se instalaram no espaço público | Foto: Márcio Melo


    Sustentabilidade

    A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) também informou que a praça recebeu, recentemente, trabalho de revitalização e paisagismo, com o plantio de 750 mudas de espécies ornamentais. A ação compõe o Projeto Ornamenta Manaus.

    O órgão espera que as espécies, bem como o local como um todo, sejam preservadas. O projeto da Semmas também atua no parque Lagoa Senador Arthur Virgílio Filho, no Japiim, Zona Sul.

    *Com informações da assessoria

    Imigrantes acampados na Praça da Saudade recebem ajuda da prefeitura | Autor: TV EM TEMPO


    Leia Mais

    Venezuelanos buscam nova vida em solo baré

    Alta do dólar derruba venda de passagens aereas no Amazonas

    Quer fazer um curso de informática? Cetam oferece quase 15 mil vagas no Amazonas