Fonte: OpenWeather

    Imunização


    Quase 100 mil pessoas são vacinadas contra gripe em Manaus

    A campanha é realizada em todo o país contra o vírus Influenza. Em Manaus, 626 postos de vacinação estava disponíveis em toda a cidade

    Para o Dia “D”, a Semsa disponibilizou 626 postos de vacinação em toda a cidade | Foto: Divulgação

    Manaus - O Dia “D” da campanha de vacinação contra a gripe, realizado sábado (12) imunizou 94.452 pessoas dos grupos prioritários, em 8h de mobilização. Isso corresponde a 22,26% do público-alvo estabelecido pela coordenação.

    A ação é feita pela Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). Este ano, a campanha, aberta no Shopping Phelippe Daou, na Zona Norte, tem calendário especial na capital amazonense em razão das ações para conter o avanço do sarampo.

    “É um número bastante positivo, porque tivemos um dia de muita chuva na capital, desde o início da tarde, e que se estendeu até o começo da noite. A campanha prossegue até o dia 8 de junho, mas já temos quase um quarto da meta cumprida”, ressaltou o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi.

    Leia também: Fique atento aos locais de vacinação contra gripe em Manaus

    Para o Dia “D”, a Semsa disponibilizou 626 postos de vacinação em toda a cidade, dos quais 177 foram volantes para atender áreas estratégicas em diversas comunidades de Manaus. Quem faz parte do grupo prioritário e não se vacinou no dia "D", pode procurar, a partir desta segunda-feira (14) qualquer uma das 183 salas de vacina da rede pública para ser imunizado.

    O público alvo é de 424.402 pessoas e a meta é vacinar 90% deste total. Para isso, são disponibilizadas em torno de 450 mil doses de vacina. A campanha é voltada para indivíduos com 60 anos ou mais de idade, trabalhadores de saúde, povos indígenas (aldeados e assistidos pela Sesai), crianças na faixa etária de seis meses a menor de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e professores das escolas públicas e privadas.

    Os portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais deverão apresentar o laudo médico, receita, carteirinha dos programas de saúde, prescrição médica ou outro documento que comprove a sua condição clínica para receber o imunobiológico, assim como, os professores também deverão apresentar documentos (crachá, contra cheque ou outro documento) que comprovem a profissão.

    A vacina contra influenza é trivalente, constituída por vírus inativados, fracionados e purificados, portanto, não contêm vírus vivos e não causam a doença. É contraindicada para pessoas com alergia grave ao ovo de galinha e para aqueles que já apresentaram reação anafilática a doses anteriores.

    Quem foi vacinado contra o sarampo recentemente, pode receber a dose contra a gripe. Inclusive​,​ as crianças que não estiverem com o registro da Tríplice Viral atualizado, receberão o imunobiológico simultaneamente.​ ​O agendamento da vacinação do grupo prioritário impossibilitado de locomoção acontecerá pelo telefone 0800-280-8280 no período de 14 a 30 de maio.

    O atendimento de vacinação dos acamados acontecerá no período de 04 a 08 de junho. A influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, e é um problema de saúde pública no Brasil e pode levar a complicações graves e ao óbito, especialmente nos grupos de alto risco (crianças menores de cinco anos de idade, gestantes, adultos com 60 anos ou mais, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais). A cada ano esta gripe pode se apresentar de forma diversa, assim como a infecção pode afetar de forma diferente as pessoas.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais

    Sintoma de sarampo? Saiba mais sobre os cuidados com as crianças

    Manaus confirma 22 casos de sarampo

    Universitário diagnosticado com meningite recebe alta em Manaus