Fonte: OpenWeather

    Capturado


    Condenado a mais de 24 anos, chefe do tráfico é preso em Manaus

    Sued da Cunha Muniz é foragido da Justiça do Rio Grande do Sul e comandava o tráfico de drogas no bairro Flores, Zona Centro-Sul da capital amazonense

    A ação policial foi coordenada pela equipe de investigação do DRCO
    A ação policial foi coordenada pela equipe de investigação do DRCO | Foto: Divulgação


    Manaus - Foragido da Justiça do Rio Grande do Norte (RN) e apontado como chefe do tráfico de drogas na comunidade União, bairro Flores, Zona Centro-Sul de Manaus, Sued da Cunha Muniz, de 38 anos, será apresentado na manhã desta quarta-feira (16), pela Polícia Civil do Amazonas, durante coletiva de imprensa na sede da Delegacia Geral, no bairro Dom Pedro, Zona Centro-Oeste de Manaus. 

    Ele foi preso na noite da última segunda-feira (14), por volta das 22h30, na rua 26 do bairro Parque Dez de Novembro, na Zona Centro-Sul da capital. No RN, Sued é procurado por roubo majorado e formação de quadrilha, com pena unificada em 24 anos e sete meses de reclusão em regime fechado. 

    Leia também: Homem é preso por falsificar dinheiro na Zona Leste de Manaus

    A ação policial foi coordenada pela equipe de investigação do DRCO e contou com o reforço de policiais da Secretaria-Executiva-Adjunta de Operações Integradas (Seaop), vinculada à Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), além de policiais militares lotados na 23ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom). Mais informações serão repassadas durante a coletiva de imprensa.

    Gelson Carnaúba será julgado por videoconferência

    O narcotraficante Gelson Lima Carnaúba, líder de uma facção criminosa no Amazonas; Marcos Paulo Cruz, o "Goma"; e Francisco Álvaro Pereira, o "Bicho do Mato"; serão julgados, na próxima sexta-feira (18), no Fórum Ministro Henoc Reis, na Zona Centro-Sul de Manaus.

    A segurança será reforçada no entorno do Fórum no dia do julgamento. Os réus são acusados de envolvimento nas mortes de 12 detentos do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), durante uma rebelião ocorrida em maio de 2002 e que resultou também em mais oito presos feridos. Gelson Carnaúba, que está no Presídio Federal em Catanduvas, interior do Paraná, será ouvido por videoconferência.

    *Com informações da assessoria 

    Edição: Isac Sharlon 

    Leia mais:

    Homem é preso por falsificar dinheiro na Zona Leste de Manaus

    Aposentado é preso suspeito de estuprar e fotografar crianças no AM

    Em Tempo cria lista de transmissão de notícias pelo WhatsApp