Fonte: OpenWeather

    Crime


    Homem é encontrado decapitado dentro de saco de lixo

    Além ter a cabeça decapitada, o cadáver também estava com o braço esquerdo decepado.

    | Foto: Divulgação

    Manaus - Um corpo não identificado, do sexo masculino e idade aparente de 30 anos, foi encontrado decapitado na travessa Tucano, avenida Uirapuru, no bairro da Cidade de Deus, Zona Norte, na manhã desta quarta-feira de cinzas (14). O corpo foi encontrado por moradores, que estranharam o volume dentro de um saco de fibra.

    A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) suspeita de que o corpo tenha sido depositado no local por volta das 21h30 da noite desta terça (14), enquanto ainda acontecia os últimos momentos do Carnaval 2018 na cidade. Segundo moradores, a rua ainda estava movimentada por volta de 20h. Depois deste horário, ouviram o barulho de um veículo despejando um saco com alguma coisa dentro.

    Após a chegada dos peritos do Instituto de Criminalística (IC), constatou-se que o corpo era de um homem. Além ter a cabeça decapitada, o cadáver também estava com o braço esquerdo decepado. 

    O corpo chegou em torno de 12h no Instituto Médico Legal (IML) para disposição da família. O caso vai seguir investigação na DEHS.

    Taxista manda torturar menor de 15 anos

    Outro caso recente no Cidade de Deus foi o de um adolescente de 15 anos torturado na madrugada desta terça-feira (13). O suspeito é o taxista Antônio Nunes Ferreira, de 48 anos, preso por policiais da Força Tática. O homem teria colocado o jovem dentro do porta-malas depois dele informar que não teria dinheiro para pagar a corrida.

    Leia também: Corpo de mulher é encontrado boiado em igarapé do Parque dos Bilhares

    De acordo com a polícia, uma equipe recebeu a denúncia de que três homens estavam em um táxi, modelo Siena, com um adolescente dentro do porta-malas. A guarnição foi até o local de onde receberam a denúncia e testemunhas falaram que o taxista teria ido em direção a casa de shows "Chega Mais". Os policiais seguiram para o local informado.

    Ainda segundo os policiais, ao abordarem o taxista, ele disse que dois homens teriam o obrigado a fazer a corrida. O profissional levou a equipe até o local onde deixou o adolescente e os outros dois homens. Ao chegarem na residência, o menor ainda estava sendo torturado, e ao avistarem a viatura, os dois homens fugiram do local. A equipe ainda tentou persegui-los, mas não obteve sucesso. 

    A vítima disse ao policiais que estava na casa de shows quando resolveu pegar o táxi por volta das 4h da manhã. Ele teria perguntado ao taxista se poderia levá-lo juntamente com um amigo até a sua residência. Ao chegar no local, o amigo teria fugido. O adolescente de 15 anos também tentou fugir, mas foi alcançado pelo taxista e supostamente ameaçado com um faca.

    Segundo a polícia, Antônio ainda foi a casa do adolescente para tentar recuperar o valor da corrida. Como ele percebeu que não teria a corrida paga, resolveu procurar dois amigos que supostamente teriam envolvimento com o tráfico de drogas na região, para torturarem o jovem.

    O taxista foi apresentado no 15º Distrito Integrado de Polícia. Conforme os policiais, Antônio foi preso há dois anos por praticar assaltos com o táxi, na cidade.

    Leia mais

    Universidade lança 60 cursos gratuitos à distância

    Jovem agride homem de 50 anos com golpes de martelo no Amazonas

    Homem é morto com 4 tiros na cabeça em bloco de rua no Glória