KICKS E FRONTIER


Nissan de olho na expansão do mercado automotivo de Manaus

Japonesa comemora recorde de vendas do Kicks e da Frontier no Amazonas, e planeja crescer em vendas no pós-venda

No Amazonas, o Nissan Kicks registrou a maior participação de mercado da Região Norte, em 2019 | Foto: Divulgação

Manaus - Depois de bater recordes de vendas no Amazonas, no ano fiscal 2019 (de abril de 2019 a março de 2020), com 43% em relação a 2018, a montadora japonesa Nissan, em meio ao resfriamento da pandemia, já começa a falar em expansão da sua participação no mercado automotivo amazonense, tanto em venda, quanto no pós-venda. O recorde da comercialização nas concessionárias da empresa no Amazonas foi impulsionado pelas negociações com a picape Frontier e principalmente com o crossover Kicks.

O anúncio do projeto de expansão no Amazonas foi feito durante um café da manhã remoto (via Zoom), com o presidente da Nissan Brasil, Marco Silva, realizado com jornalista de veículos de comunicação da Região Norte, entre eles do EM TEMPO. O objetivo do café foi mostrar o desempenho da montadora japonesa no norte brasileiro, com recorde de vendas nos estados durante o ano fiscal de 2019, e na oportunidade de crescimento da presença nas suas capitais.

Para falar das perspectivas de expansão no Norte, Nissan realizou um café virtual com jornalistas da região, inclusive do EM TEMPO
Para falar das perspectivas de expansão no Norte, Nissan realizou um café virtual com jornalistas da região, inclusive do EM TEMPO | Foto: Reprodução

“Registramos um aumento de 55% no volume de vendas na Região Norte e o que buscamos agora é fortalecer ainda mais a nossa presença, principalmente com um trabalho de satisfação dos clientes. O pós-venda é muito mais importante, com mecânicos bem treinados, engajados com a marca”, explicou Marcos Silva.

O presidente da Nissan Brasil avaliou que, diante dos números de 2019, o espaço no mercado amazonense automotivo está propicio à expansão. O importante indicador dessa premissa é o volume de vendas do Kicks. O crossover que passou de 7,3% de participação de mercado na Região Norte, em 2016, para 11,9%, no ano passado, registou no Amazonas o seu melhor desempenho regional, em 2019, com média de 16,9%.

A perspectiva de expansão da marca japonesa, no Amazonas, e em toda a Região Norte, vem mesmo diante das incertezas causadas pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19), que prejudicou 2020. Para Marcos Silva, o que reforça a crença na recuperação em 2021 na volta do crescimento em 2022 e 2023, é barateamento do crédito bancário, além das estratégias da própria financiadora da montadora, que já começaram a surtir efeitos em pleno período crítico da pandemia no Brasil.

Marcos Silva, presidente da Nissan Brasil está confiança no plano de expansão na Região Norte
Marcos Silva, presidente da Nissan Brasil está confiança no plano de expansão na Região Norte | Foto: Reprodução

“Com o financiamento próprio nós fechamos um número significativo de contratos, com um ano para pagar a primeira parcela. Estamos sabendo, ainda, que o financiamento bancário tem uma tendência de ficar mais barato”, disse ao EM TEMPO, o presidente da Nissan Brasil. Ele disse também que outra vertente em estudo para ampliar a participação da marca no país, é um modelo de locação, seguido da venda do veículo.

“Começamos os testes com alguns funcionários nossos. Eles começaram a utilizar os veículos pagando aluguel, e depois eles compraram o carro com o valor abatido do aluguel que eles já tinham pago. Já estamos avaliando essa estratégia com os nossos concessionários. Nós não seremos concorrentes das locadoras, porque o que vamos fazer é outro modelo”, afirmou Marcos Silva.

Norte brasileiro

Em constante crescimento, atualmente a Nissan do Brasil conta com dez concessionárias espalhadas pelos sete estados da Região Norte, que a marca japonesa considera de grande potencial e ainda de muitas oportunidades para a empresa. Em 2019, as vendas da Nissan cresceram 55% em relação ao ano anterior. Já a participação de mercado da marca foi de 2,8% neste período, 0,8 ponto percentual a mais do que em 2018.

Hoje, de acordo com a Nissan, as cinco principais cidades da região em termos de vendas gerais são Manaus, Belém, Ananindeua, Macapá e Porto Velho. No Amazonas, o volume de vendas em 2019 foi 43% superior ao ano fiscal 2018, com o destaque para o Nissan Kicks e a nova Nissan Frontier, que bateram seus recordes de vendas.

No Acre, a japonesa registrou um crescimento de 279% do volume de vendas em 2019 em relação a 2018. No Amapá a alta nas vendas foi de 27%. No Pará a Nissan cresceu 61% no volume de vendas. Em Rondônia a Nissan registrou um crescimento de 155% no volume de vendas. Já em Roraima a alta nas vendas foi de 6% e em Tocantins a marca registrou recorde histórico de participação de mercado (3,4%) e crescimento de 46% do volume de vendas em 2019 em comparação ao ano anterior.

A Nova Nissan Frontier também bateu recorde de vendas no Amazonas, no ano passado
A Nova Nissan Frontier também bateu recorde de vendas no Amazonas, no ano passado | Foto: Divulgação

Frontier e Kicks aceleram na região

Assim como no Amazonas, em toda a Região Norte, o forte desempenho da marca japonesa é resultado do sucesso do Nissan Kicks e da Nissan Frontier. A atual geração da picape, que atualmente é fabricada em Córdoba, na Argentina, tem registrado uma grande evolução em sua participação de mercado na região. Passou de 2,1%, na época de seu lançamento, em março de 2017, para a atual participação de 3,9%, registrada no ano passado (chegou a 5% nestes meses de 2020). No Amazonas, Pará e Tocantins, a picape vai além e supera esta média de participação em seu segmento.

O Nissan Kicks também registra crescimento de vendas constante desde o seu lançamento em 2016 e bateu seu recorde de vendas na região. Com isso, a participação de mercado do crossover no Norte passou de 7,3%, em 2016, para 11,9%, no ano passado. Em estados como Amazonas e Roraima, o Nissan Kicks registrou participações acima desta média, com 16,9% e 16,2%, respectivamente.

Compromisso com o cliente e a segurança

Durante o café com os jornalistas da Região Norte, o presidente da Nissan Brasil, lembrou que, após três meses de paralisação, a montadora retomou a sua produção na fábrica da cidade de Resende (RJ), no dia 24 de junho, com a adoção de 24 protocolos de saúde e segurança. A marca diz que vem monitorando constantemente a situação da pandemia de Covid-19 no Brasil e tomando ações visando preservar a saúde de seus funcionários e familiares.

Do ponto de vista dos consumidores, a Nissan lançou uma campanha “Compromisso Nissan”, que tem como foco oferecer toda a proteção e tranquilidade necessárias aos clientes. Entre as principais ações está a possibilidade de o consumidor ter um Nissan 0KM e não pagar as 12 primeiras parcelas do carro, além de ter a 1ª revisão também grátis. Além disso, a fabricante está flexibilizando os prazos de revisão dos veículos.

Para garantir a saúde de quem quer ou precisar ir a uma de suas concessionárias, desde junho, a Nissan implementou em sua rede o selo Limpo e Seguro, um programa de certificação, com a padronização das medidas de segurança e higiene. Entre as medidas adotadas estão o controle de temperatura, uso de máscara e luvas pelos funcionários das lojas, distanciamento das estações de atendimento e higienização dos carros e dos espaços físicos. As dez concessionárias da Nissan na Região Norte já receberam o selo Limpo e Seguro.

Leia mais:

Crédito está mais barato para financiamento de carro

Tudo que você precisa saber na hora de comprar um carro on-line

Marcas de carros que fizeram sucesso, mas que 'desapareceram'