Fonte: OpenWeather

    Rabdomiólise


    Esforço intenso pode causar lesão grave e potencialmente fatal

    Extremamente perigosa, a rabdomiólise tem sido constantemente associada a atividades de alto impacto; leia mitos e verdades a respeito

    Crossfit tem virado febre entre pessoas que buscam resultados rápidos e eficientes, porém, respeitar os limites do corpo e ter acompanhamento profissional é fundamental | Foto: Ione Moreno

    Você já ouviu falar em rabdomiólise? De nome curioso e consequências desastrosas, essa síndrome, que resulta da morte das fibras musculares, afeta gravemente os rins e em alguns casos pode levar à morte. Considerada altamente perigosa, ela pode ser ocasionada por meios químicos (drogas, toxinas e até mesmo calor) ou pré-disposição genética. Porém, é o  excesso esforço físico o fator que mais desencadeia a doença.

    O advogado Rodrigo de Sousa, 25, foi acometido pela síndrome após lesionar a musculatura do peitoral, quando ainda tinha 19 anos de idade. Na época, o hoje advogado pegava pesado na musculação e acabou percebendo que algo estava errado após intensas crises de dor.

    Rodrigo teve rabdomiólise ocasionada por excessos de exercícios físicos
    Rodrigo teve rabdomiólise ocasionada por excessos de exercícios físicos | Foto: arquivo pessoal

    "Eu senti fortes dores, não conseguia nem mexer meus braços. Procurei um médico para fazer uma consulta e acabei internado quatorze dias no hospital. O médico logo percebeu que eu havia exagerado na atividade física", relembra.

    Leia também: Quiropraxia: alternativa para tratar dores nas costas e outros males

    Mas o que, de fato, ocasiona esse tipo de problema? De acordo com a fisioterapeuta Lucyana Sperry, a falta de descanso entre  as séries, má postura, movimentos errados e sobrecarga podem causar vários problemas nas articulações, aí incluídas as lesões musculares.

    E como evitar? Para a fisioterapeuta, uma forma simples de evitar o transtorno é o bom senso: respeitar os limites do corpo e se conhecer melhor. Porém, o ideal para quem pratica ou quer praticar uma atividade de alto impacto é passar por uma avaliação para conhecer a capacidade individual e evitar riscos maiores para o corpo.

    Crossfit X rabdomiólise

    Por conta do elevado impacto dessa prática, o crossfit, programa de condicionamento físico de alta intensidade,  tem sido constantemente associado a esta lesão no tecido muscular esquelético. Mas até que ponto a associação da rabdomiólise ao crossfit é uma preocupação legítima? O que há de verdade e o que há de exagero ou mito nessa história?

    Para o especialista em nutrição esportiva e fisiologia do exercício, Bruno Almeida, o problema é real, mas há certa dose de exagero.Bruno afirma que toda atividade física, se não praticada de forma correta, ou praticada em exagero, pode causar problema à saúde.

    “A rabdomiólise é uma lesão real e perigosa. É claro que os  os praticantes  devem ficar atentos quanto a isso, mas dizer com toda certeza que o crossfit oferece risco à saúde pois é um desencadeador desta lesão soa como um exagero. Se os devidos cuidados forem tomados e os treinadores tiverem formação e experiência necessária, isso pode ser evitado", diz o educador físico.

    Verdades

    Todos podem praticar o crossfit. Basta que cada um respeite seus limites e individualidades. Se for o caso, pode-se adaptar alguns movimentos.

    Apesar da complexidade e exigência dos movimentos, atividade não é considerada lesiva para os praticantes.

    O crossfit estimula o corpo em diferentes âmbitos físicos, melhorando a agilidade, resistência muscular, força, equilíbrio, trabalhando o cardiorrespiratório e flexibilidade.

    Mitos

    Lesões como a rabdomiólise são comuns entre os praticantes de crossfit.

    Explicação: De acordo com  o fisiologista, isso não procede, uma vez que é difícil encontrar casos de pessoas que tenham sofrido com problema. “ A lesão existe, não se pode negar. Inclusive, é algo sério, mas afirmar que é algo comum entre os alunos dessa modalidade não é verdade”, observa.

    A rabdomiólise é causada somente por exercício físicos de alta concentração.

    Explicação: Muitas pessoas podem desenvolver esta lesão por fatores genéticos, tais como problemas de metabolismo com carboidrato, lipídeos (gordura), hipertireoidismo, infecções virais, bacterianas e até mesmo insolação forte, queimaduras de terceiro grau e picadas de cobra.

    Observe seu corpo

    Apesar das vantagens e resultados relativamente rápidos conseguidos através de atividades como o crosssfit, é importante ressaltar que tudo tem um limite a ser considerado.

    A rabdomiólise é apenas uma entre tantas lesões que podem acometer ou não praticantes destas atividades. Portanto, ficar atento aos sinais do corpo é um dos conselhos do preparador físico.

    "Se perceber qualquer sinal de que algo está errado, é hora de parar e investigar o caso. Sintomas como fraqueza muscular, urina escura, dores musculares fora do comum, podem ser o indicativo de não só de uma rabdomiólise como de qualquer mal adquirido durante ou até mesmo antes de uma atividade física, ” explica Bruno.

    Tratamento

    O primeiro passo para quem se trata dessa ruptura é a hidratação. Água, soro por via intravenosa é o indicado. Líquidos com bicarbonato também são indicados pois ajuda  a retirar a mioglobina dos rins.  Medicamentos diuréticos também ajudam na recuperação. Contudo, o principal, sempre, é buscar orientação médica.

    No caso de Rodrigo, o tratamento e recuperação foram à base de soro e a suspensão de seis meses sem qualquer atividade física. Hoje, o advogado é praticante de esportes novamente e de crossfit, inclusive.

    "Voltei a malhar, entrei para o crossfit e não parei meus hábitos físicos por causa disso. Dei uma pausa, pois obviamente precisava de repouso. Hoje eu faço tudo com muito mais cuidado, sem exageros, mas focado e obtendo meus resultados perfeitamente," comemora.


    Leia mais:

    Estudantes de Manaus desenvolvem bicicleta motorizada movida à água

    Homem não aceita o fim do namoro e é preso após manter ex-sogro refém

    Irmãs adolescentes desaparecem após festa em clube da Zona Norte