Fonte: OpenWeather

    Análise


    Flamengo soma derrotas e tem aproveitamento de rebaixado fora de casa

    A campanha muito aquém do investimento é alvo de protestos e deixa um clima pesado na reta final de temporada

    Na última rodada, Flamengo perdeu pro Palmeiras fora de casa | Foto: Divulgação

    A torcida do Flamengo sofre com o time no Campeonato Brasileiro. A campanha muito aquém do investimento é alvo de protestos e deixa um clima pesado na reta final de temporada. Alguns aspectos incomodam, mas a passividade demonstrada enquanto visitante chama a atenção. O time da Gávea soma derrotas, vexames e tem aproveitamento de apenas 33% fora de casa. O desempenho é comparável ao dos times que ocupam a zona de rebaixamento na competição nacional.

    O Flamengo venceu apenas quatro vezes como visitante -Bahia, Chapecoense, Atlético-GO e Vasco. A equipe ainda empatou em cinco ocasiões e foi derrotada em oito oportunidades. As apresentações diante de Palmeiras, Grêmio e São Paulo, especialmente, irritaram bastante os torcedores.

    Leia também:  Técnico da seleção das Ilhas Virgens, amazonense foi descoberto em 'pelada'

    O time foi criticado pelo comportamento passivo e a fácil aceitação do resultado negativo. Longe do Rio de Janeiro, o Flamengo ainda perdeu para Ponte Preta, Atlético-MG, Santos e Sport. No clássico contra o Botafogo, revés no Engenhão.

    A dificuldade em balançar as redes longe dos seus domínios também é flagrante. Foram apenas 15 gols assinalados em 17 jogos. Já a defesa terminou vazada em 23 oportunidades. Nos últimos quatro compromissos como visitante, o Flamengo sofreu sete gols e fez apenas dois.

    O desempenho do elenco milionário tem lembrado o Flamengo de alguns anos atrás. A própria torcida "brincava" quando o time saía do Rio de Janeiro por conta da sequência de resultados negativos e sem qualquer sinal de reação.

    Só vencer pode "salvar" a temporada. O Flamengo precisa de 100% de aproveitamento nos últimos quatro jogos do Brasileirão para tentar chegar na fase de grupos da Copa Libertadores de 2018. A alternativa é conquistar a Copa Sul-Americana. Independentemente de qualquer coisa, melhorar o desempenho fora de casa se tornou tarefa emergencial.

    "Todos os jogos são de altíssima pressão, ainda mais após uma derrota. O Brasileirão é muito competitivo e não conseguimos os resultados fora de casa. É uma dificuldade que apresentamos e temos pouco tempo de correção. Precisamos ganhar", comentou o técnico Reinaldo Rueda.

    Leia mais:

    Bronze paraolímpico, amazonense tem história marcada por 'reencontro com a vida'

    Mustafa e mais três são interrogados nesta terça-feira na Justiça Federal

    Prefeitura apresenta programação de reinauguração da Praça da Matriz