Fonte: OpenWeather

    Alerta


    Notícia de jogador de Tefé contratado para jogar no Fluminense é falsa

    Depois de denúncias nas redes sociais e contatos com profissionais das categorias de base, ficou claro que o homem, conhecido como "Piolho", teria concedido declarações falsas em entrevista

    Gabriel Santos teria concedido declarações falsas sobre suposta contratação para base do Fluminense
    Gabriel Santos teria concedido declarações falsas sobre suposta contratação para base do Fluminense | Foto: Reprodução

    A matéria veiculada no portal Em Tempo de que o suposto jogador Gabriel Costa dos Santos, de 19 anos,  teria sido contratado para base do Fluminense, contém informações inverídicas. Depois de denúncias nas redes sociais e contatos com profissionais das categorias de base, ficou claro que o homem, conhecido como "Piolho", teria concedido declarações falsas em entrevistas, de que teria sido selecionado para jogar no time carioca. 

    Citado por Gabriel como olheiro do Fluminense, o educador físico, Marcelo Conrado, de 38 anos, mostrou-se indignado ao saber do envolvimento de seu nome em uma seletiva do time carioca. Ele aproveitou, para desmentir qualquer aproximação do "suposto jogador", com ele.

    “Diante a situação colocada pelo Gabriel, afirmo que desconheço qualquer aprovação a um clube carioca, tendo em vista, que não tenho nenhum vínculo empregatício com clube ditado na matéria. No momento, só quero que fique clara a transparência do meu trabalho, além minha integridade e lisura diante de meus atos", justificou.

    Leia também:  Mulher é torturada por dez homens no dia do aniversário em Manaus 

    Para o educador, é preciso estar atento para essas situações, principalmente quando outra pessoa usa de má fé para enganar e/ou tirar proveito de uma determinada situação.

    “Fica o alerta para todos, antes de qualquer contrato ou algo parecido com empresários ou clubes, procurem saber a fundo a veracidade da situação. Em relação a este fato do Gabriel, temos várias situações vividas por alguns colegas profissionais, onde este mesmo rapaz subtraiu bens matérias e outras coisas mais”, alertou.

    Fluminense

    Do Rio de Janeiro, o diretor esportivo da base do Fluminense, Marcelo Teixeira, explicou como funciona o processo das seletivas, na captação de jogadores com potencial para o Tricolor carioca.

    “Existem três formas de se tornar um jogador da base do Fluminense. A primeira é atuando no futsal do clube, aqui no Rio. A segunda é pelas nossas escolinhas oficias, o Projeto Guerreirinhos. Hoje, em Manaus, temos uma unidade Guerreirinhos, que está localizada na Rua Professor Niton Lins. A terceira é pela observação da nossa captação em competições pelo país”, explicou.

    O diretor explicou ainda que os jogadores de 11 a 17 anos aprovados vão para o Centro de Treinamento em Xerém e são avaliados de perto pelas comissões técnicas, diretoria, psicólogas, equipe médica e fisiologistas." Se conseguirem desempenhar um bom papel, são aprovados e se tornam um ‘Moleque de Xerém’”, disse.

    Segundo o diretor do Flu, apenas entidade credenciadas podem organizar em suas devidas cidades, alguma seletiva ou procedimento para descobrir novos talentos no futebol. “Apenas as escolinhas oficias (Guerreirinhos) estão autorizadas a realizar este tipo de avaliação fora do Rio. Qualquer avaliação diferente será sempre anunciada nas redes sociais oficiais do Fluminense”, acrescentou.

    Nota da Sejel

    Em nota divulgada nesta sexta-feira (11), a Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), comunicou que o atleta procurou a entidade para solicitar duas passagens fluviais para retornar à cidade de Tefé, sendo que uma delas seria para seu pai, segundo ele , identificado como Tiago Costa.

    De acordo com o comunicado da Secretaria, Gabriel gostaria de viajar nesta sexta-feira (12). Além disso, ele relatou que teria sido aprovado em um teste para jogar na equipe sub-20 do Fluminense e pediu uma ajuda de custo para a viagem ao Rio de Janeiro , além de bilhetes para retornar a Manaus.

    Leia mais: 

    Com que frequência devemos ir ao médico? 

    Vitor Belfort anuncia que luta contra Hall será a última da carreira 

    Mulheres precisam de bicicletas femininas?