Fonte: OpenWeather

    Prevenção


    Shoppings e postos de saúde realizam ação contra sarampo em Manaus

    A ação é realizada pela Prefeitura de Manaus por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). A meta do Dia “D” foi vacinar 201.198 crianças, o equivalente a 95% da população na faixa etária prioritária, que é de 211.787 crianças

    Ação contou com o apoio de pais e responsáveis de crianças que compareceram aos locais de vacinação. | Foto: Altemar Alcântara/ Semcom

    Manaus — Neste sábado (14), ocorre o "Dia D" de vacinação contra o sarampo em diferentes shoppings e 500 postos de saúdes espalhados por toda a capital amazonense. Ao todo, serão 250 mil doses da tríplice viral que devem ser aplicadas em crianças com idades entre seis meses e seis anos incompletos. A ação é realizada pela Prefeitura de Manaus por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e a meta foi vacinar 201.198 crianças, o equivalente a 95% da população na faixa etária prioritária, que é de 211.787 crianças.

    Leia também: Saúde receberá 24,20% de reajuste no AM, diz governo

    De acordo com o gerente de marketing do shopping Grande Circular, Raimundo Amaral, a parceria "nasceu" de uma preocupação que o local tem com os clientes, em especial, à comunidade da Zona Leste, onde o centro comercial está localizado.

    “O shopping é um lugar democrático, e a ideia é que nós tenhamos cada vez mais essa democracia demonstrada nas nossas ações", pontua ele. "Por isso, nós abrimos as portas para receber essa ação, porque sabemos que a saúde é muito importante e se o meu consumidor não estiver saudável ele deixará de frequentar o local".

    O chamado Dia “D” foi a estratégia usada pelo município para conter o avanço do sarampo em Manaus. O início da vacinação aconteceu na Unidade Básica de Saúde Arthur Virgílio Filho, no bairro Amazonino Mendes, Zona Norte, e foi acompanhado pelo vice-prefeito Marcos Rotta, pelo secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, e pelo diretor-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde no Amazonas (FVS/AM), Bernardino Albuquerque.

    “A orientação do prefeito Arthur Virgílio Neto foi no sentido de que fizéssemos a mesma mobilização de anos anteriores, com resultados que, inclusive, renderam reconhecimentos nacionais do Ministério da Saúde. A Semsa montou uma verdadeira ‘operação de guerra’ para conter o avanço do sarampo, vacinando o maior número de crianças na faixa etária estabelecida como prioritária. Para isso, a Semsa recebeu do Ministério da Saúde (MS) 250 mil doses da tríplice viral”, declarou o vice-prefeito.

    Casos

    O 5º Informe Epidemiológico de Monitoramento do Sarampo em Manaus, divulgado na última terça-feira (10), apontou que Manaus tem 183 casos notificados da doença. Desse total, seis foram confirmados, um foi descartado e 176 estão sob investigação. Dos casos notificados, 16 estão na faixa etária de um a cinco meses de idade (8,7%), 114 em crianças de seis meses a cinco anos (62,3%), 30 na faixa etária de seis a 19 anos (16,4%), 11 casos em pessoas de 20 a 29 anos (6%), 10 casos na faixa de 30 a 49 anos (5,5%) e dois em pessoas com mais de 50 anos (1,1%).

    O novo informe mostra ainda que o Distrito de Saúde Norte (Disa Norte) concentra 47% dos casos, seguido com Disa Sul (24%), o Disa Leste (14,8%), Oeste (13,7%) e Rural (0,5%).

    Sintomas

    Os sintomas do sarampo são manchas vermelhas, febre, acompanhadas de um ou mais sintomas de: tosse, conjuntivite, coriza. A transmissão ocorre o por meio das gotículas expelidas tossir, espirrar, falar e até mesmo pela simples fato de estar respirando.



    Leia mais:

    Alunos relatam intoxicação alimentar adquirida em restaurante da Ufam

    Servidores do Inpa denunciam ameaças às atividades do órgão

    Segunda parcela do IPTU 2018 vence na segunda-feira