Fonte: OpenWeather

    pesquisa


    Infecção urinária: a grande vilã da maioria das mulheres

    Segundo especialista, todas as mulheres vão sentir ao menos uma vez os sintomas da doença

    Os sintomas mais comuns são ardência, queimação e muita vontade de urinar. | Foto: Divulgação

    Manaus - Como uma das doenças mais comuns da atualidade, a infecção urinária acontece quando existe a multiplicação de bactérias ou fungos em qualquer parte do sistema urinário, como a uretra, ureteres, bexiga e rins. Podendo afetar ambos os sexos, a enfermidade atinge mais as mulheres adultas, conforme especialistas apontam.

    Por terem a uretra mais curta e mais próxima da vagina e do ânus, a facilidade de infecções aumenta quando comparado aos homens. Por esse motivo, é importante ter atenção redobrada à higiene dessa região corporal.

    Na maioria das vezes a infecção ocorre na bexiga causando cistite ou a infecção no rim causando a pielonefrite, sendo muito mais grave. De acordo com a ginecologista do Hapvida Saúde, Elis Akami, muitas mulheres já sofreram, ou ainda vão sofrer na vida, os sintomas da infecção do trato urinário.

    Leia também: Combate ao tabagismo: conheça pessoas que superaram o vício em Manaus

    "Embora os sintomas da doença possam ser facilmente identificados e o tratamento seja simples na maior parte dos casos, a cistite merece atenção. Isso, porque pode evoluir e, além da bexiga, passar a prejudicar os rins”, afirma. 

    Os sintomas mais comuns da infecção urinária do tipo cistite são ardência, queimação e muita vontade de urinar, urinar várias vezes e em pequena quantidade, sangramentos, urina turva e com mau cheiro e dor abaixo do umbigo.

    Já os sintomas da infecção urinária do tipo pielonefrite aumentam para outras áreas do corpo. Dor nas costas, febre alta, calafrios, náuseas, vômitos e urina turva com mau cheiro são alguns exemplos.

    O tratamento da infecção urinária normalmente é feito com antibióticos. O tipo de medicamento e o tempo de tratamento vai variar do estado da pessoa e do tipo de bactéria existente na bexiga. 

    No caso da cistite, geralmente os sintomas melhoram após alguns dias de uso de antibióticos. O tempo de tratamento pode variar de um a sete dias, já a pielonefrite, o tratamento deve ser prolongado, variando de sete a 14 dias, podendo até mesmo haver necessidade de internação em casos mais graves.

    “Pessoas que se queixam de sintomas relacionados à infecção urinária, devem procurar auxílio de um especialista, para receber tratamento adequado e evitar que o problema passe a atingir os rins. Inicialmente, a doença é detectada pelos sintomas clínicos. Depois, a infecção e o tipo de bactéria causadora da doença são confirmados em um exame de cultura de urina, para assim podermos ministrar o antibiótico que combater a infecção”, alerta a ginecologista.

    Prevenção

    Para prevenir a infecção devem ser tomadas algumas precauções como beber bastante água; fazer a higiene pessoal de frente para trás (no sentido da vagina para o ânus); urinar logo após as relações sexuais e evitar segurar a urina por muito tempo.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    Você compra comida de rua? Especialista aponta riscos à saúde

    Diabéticos reclamam de falta de insulina na Cema em Manaus

    Estrias? Técnica com aparelho a vácuo elimina até 80% das marcas