Fonte: OpenWeather

    Futebol Amazonense


    Manaus empata com CSA-AL e fica fora da Copa do Brasil

    O jogo foi realizado na Arena da Amazônia

    O CSA começou em cima do Manaus e não tomou conhecimento de jogar fora de casa
    O CSA começou em cima do Manaus e não tomou conhecimento de jogar fora de casa | Foto: Janailton Falcão

    Manaus - Um jogo decisivo e apenas uma equipe seguiria para a segunda fase da Copa do Brasil. Depois de uma partida eletrizante e histórica, o Manaus empatou com CSA-AL em 2 a 2 e se despediu da competição. O jogo foi realizado na noite desta quarta-feira (7), na Arena da Amazônia, em Manaus.

    Os gols do Manaus foram marcados por Deurick e Hamilton. Já pelo CSA assinalaram Giva e Leandro Souza. Com resultado, o Azulão segue na Copa do Brasil e vai enfrentar o São Paulo, que venceu o Madureira-RJ por 1 a 0, na terça-feira (6). 

    No último lance e já nos descontos da partida, o atacante Nena, considerado o cobrador oficial da equipe ficou encarregado na cobrança de pênalti. Em jogo, não apenas a classificação, mas uma quota maior e a possibilidade de jogar com São Paulo na próxima fase. O jogador assumiu a responsabilidade na hora da cobrança, mas lamentou o resultado final a favor do time alagoano.

    “Avalio como um jogo bom, nossa equipe foi bem, infelizmente eu errei o pênalti e isso faz parte do futebol. Pênalti é uma responsabilidade, e eu chamei para mim, mas repito, infelizmente eu errei. Peço desculpa a minha equipe, mas estamos de parabéns pelo futebol apresentado. Vamos agora trabalhar para o resto do campeonato”, lamentou.

    Provocando o tempo todo com gestos durante a partida, o goleiro Mota conseguiu defender o pênalti e salvou sua equipe da eliminação, na primeira fase da Copa do Brasil. Ele diz que não entendeu os xingamentos dos torcedores, mas confessou que já sabia o estilo de cobrança do jogador do Manaus.

    Com resultado, o Azulão segue na Copa do Brasil e vai enfrentar o São Paulo
    Com resultado, o Azulão segue na Copa do Brasil e vai enfrentar o São Paulo | Foto: Janailton Falcão

    “Eu não fiz nada e os torcedores ficaram xingando o tempo todo, mas não sei porque. Com certeza, a torcida do Manaus não vai esquecer de mim tão cedo. Na cobrança, chegou para mim a informação de que ele cobra mais no canto direito. Esperei e pulei no canto, mas quase passei um pouco da bola, porém, pude chegar e fiz a defesa”, comemorou.

    Leia também: Sem sustos, Vasco volta a bater time chileno e avança na Libertadores

    Jogo

    Jogando com a vantagem, o CSA começou em cima do Manaus e não tomou conhecimento de jogar fora de casa. Passados os minutos iniciais, o Gavião do Norte saiu um pouco mais para o jogo

    O primeiro lance de perigo do Manaus foi aos 17 minutos. Panda de frente para o gol chuta, a bola bate na zaga e sobra para Nena finaliza em cima do goleiro do Azulão. 

    Aos 23 minutos foi a vez do CSA de chegar com perigo. Bola na grande área para Giva, que dominou e sozinho chuta, mas a bola bate no travessão. Aos 27 minutos, Tiago Granja cobra falta pela esquerda na grande área e Nena de cabeça tocou no canto esquerdo da meta alagoana.

    Depois de um ataque pela esquerda, a zaga do CSA tirou a bola para escanteio. Aos 35 minutos, Zada cobra e a bola é rebatida pelos zagueiros, na sobra Deurick na pequena área toca para marcar, 1 a 0.

    Jogando a maior parte do lado direito do ataque, o CSA de tanto insistir, chegou ao empate. Aos 44 minutos, jogada de Talisson com Giva, mesmo sem ângulo chutou rasteiro para marcar, 1 a 1.

    No segundo tempo, o CSA quase marcou o segundo gol logo no início. Cruzamento pela esquerda para Leandro Kivel tocar, mas o zagueiro Paulão tirou a bola em cima da linha de gol. 

    O CSA de tanto insistir, chegou ao empate
    O CSA de tanto insistir, chegou ao empate | Foto: Janailton Falcão

    Aos oito minutos, jogada pela esquerda do Azulão com Giva que tentou o lance, mas na jogada o zagueiro Deurick ao tentar tirar a bola acabou se chocando com o goleiro Jonathan. Com o choque, a ambulância teve que entrar em campo para conduzir o jogador, com princípio de uma convulsão, sendo levado para o Hospital João Lúcio. Já Deurick, foi atendido pelo departamento médico do clube, no joelho esquerdo, apresentando de imediato um grande hematoma. O jogador teve que sair de campo na maca. 

    Depois de 22 minutos paralisado, a partida reiniciou aos 31 minutos de tempo corrido, após o retorno da ambulância. Aos 44 minutos do tempo de jogo, Hamilton domina a bola e no meio-campo dá um toque e chuta por cima do goleiro de longe para marcar um golaço, 2 a 1. Na comemoração, ao erguer a camisa, como já tinha amarelo, ele levou outro amarelo e na sequência o vermelho. 

    Aos 57 minutos de tempo corrido, o CSA quase chegou ao gol de empate. Cruzamento pela direita de Talisson tocando para Didira cabecear na trave e a bola não entrou. 

    Com um jogador menos, o CSA pressionou o Manaus. Com uma hora e quatro minutos de tempo de jogo, tiro de canto pela esquerda e o zagueiro Leandro Souza de cabeça empatou, 2 a 2. 

    Com uma hora e doze minutos de jogo, já nos descontos, bola na grande área, o jogador do Manaus tentou o lance e o jogador do CSA coloca a mão na bola. O árbitro marca pênalti. Na cobrança, Nena chutou no canto direito e o goleiro defendeu. 

    Ficha técnica: 

    Jogo: Manaus 2x2 CSA-AL 

    Motivo: Copa do Brasil / 1ª fase 

     Local: Arena da Amazônia 

    Horário: 20h30

    Renda: R$ 43.005,00

    Público pagante: 3.057

    Árbitro: Vanderlei Soares de Macedo (DF)

    Árbitros assistentes: Lucas Torquato Guerra e Marconi de Souza Gonçalo (DF)

    Manaus: Jonathan (Milton), Tiago Granja, Paulão, Deurick (He-Man), Zada, Juninho, Panda, Cleitinho (Romarinho), Hamilton, Nena e Rossini. Técnico: Wladimir Araújo.

    CSA: Mota, Talisson (Celsinho), Leandro Souza, Xandão, Rafinha, Dawhan, Didira, Marcos Antônio, Daniel Costa (Bruno Veiga), Giva e Leandro Kivel (Michel Douglas). Técnico: Flávio Araújo.

    Edição: Luís Henrique 

    Leia mais:

    Felipe Vizeu é anunciado pela Udinese e deixará Fla no meio do ano

    Ex-obesos, sambistas recorrem ao bisturi por amor à folia e à vida

    CBF confirma grupos regionalizados e divulga tabela da Série C