Fonte: OpenWeather

    Editorial


    Sem medo da verdade, Arthur segue sendo uma voz solitária?

    Prefeito de Manaus pelo PSDB, Arthur Neto é o único a 'destoar' em situações delicadas dentro do próprio partido. É possível que, mais uma vez, aquele que fala a verdade seja mais uma vez uma voz solitária

    Foi um desabafo solitário, que na verdade, não fez a sua mensagem menor, muito pelo contrário, fez ela ganhar eco. | Foto: Alex Pazuello/Semcom

    Ser fiel às suas convicções muitas vezes leva ao isolamento. Essa é uma verdade incontestável. Num mundo cada vez mais doente do ponto de vista moral e emocional, estar ao lado da verdade é sinônimo de “caretagem” e da certeza de ser julgado, mal interpretado, esculachado e afins.

    Gostem ou não, aliados e adversários têm de convir que nesse quesito o prefeito de Manaus, Arthur Neto, tem um currículo sem machas, alvo como a neve. E não poderia ser diferente agora, quando o seu PSDB sofre duros golpes da Operação Lava Jato.

    Leia também: Eleição na Federação Amazonense de Futebol: nada novo, de novo?

    Declarado réu pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por corrupção passiva e obstrução da justiça, Aécio Neves, que foi para o segundo turno das eleições presidenciais em 2014, tem colocado a honra dos tucanos em xeque. Como bom psdbista, Arthur Neto não está gostando nada disso, rompeu com o politicamente correto e desabafou. E não foi qualquer desabafo. Foi um desabafo solitário, que na verdade, não fez a sua mensagem menor, muito pelo contrário, fez ela ganhar eco.

    Indagado pelo Jornal Folha de São Paulo, o prefeito de Manaus foi o único, dos 36 membros da executiva do partido a dar a cara a tapa. Arthur disse que é a favor da expulsão de Aécio do PSDB e pediu que o senador mineiro tenha a coragem de pedir para sair, estilo Capitão Nascimento de Tropa de Elite. E foi além. Criticou a comissão de ética da sigla, falando que se eles não passam de um bando compadres, e disse que Aécio não deve ser candidato à reeleição ao senado.

    Se lembrarmos que Arthur também é um forte opositor da candidatura de Geraldo Alckmin à presidência, é possível que, mais uma vez, aquele que fala a verdade seja mais uma vez uma voz solitária.

    Leia mais:

    Ruim com Dilma, pior sem ela

    Pressa em dispensar o uso das licitações e inimiga da perfeição no AM

    BR-319: entra ano e sai ano e a novela do asfaltamento não tem fim