Fonte: OpenWeather

    País


    Diagnosticado com câncer raro, Pezão anuncia licença de 30 dias

    De acordo com a equipe médica, o câncer diagnosticado no governador  é incomum, agressivo, mas potencialmente curável: foto - Shana Reis/ divulgação
    De acordo com a equipe médica, o câncer diagnosticado no governador é incomum, agressivo, mas potencialmente curável: foto - Shana Reis/ divulgação

    O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, foi diagnosticado hoje (24) com um tipo de câncer denominado linfoma não Hodgkin, localizado no tecido ósseo, conforme informou nesta quinta-feira a equipe médica que acompanha o caso. O tratamento quimioterápico vai começar amanhã (25), após um período de hidratação e inserção de um catéter sob a clavícula.

    De acordo com a equipe médica, o câncer diagnosticado no governador  é incomum, agressivo, mas potencialmente curávelFernando Frazão/Agência Brasil

    Os médicos chegaram ao diagnóstico na manhã de hoje, após o resultado de uma biópsia. O tipo de câncer encontrado no governador é do tipo Tanaplásico de grandes células ALK positivo.

    De acordo com o oncologista Daniel Tabak, que conduzirá o tratamento, o tipo de câncer diagnosticado é incomum e agressivo, mas potencialmente curável.

    "Mais de 70% dos pacientes ficam curados com o tratamento administrado dessa forma", afirmou o oncologista.

    Pezão adiantou que deve se licenciar nos primeiros 30 dias e procurou demonstrar otimismo durante entrevista coletiva à imprensa.

    "Tenho plena confiança de que vamos vencer essa dificuldade. Vou lidar com esse tratamento da melhor forma e com a maior transparência possível. Vou encarar com muita determinação e firmeza. Sei que tem coisas piores na vida", acrescentou o governador.

    Tratamento

    O tratamento do governador deve incluir entre seis a oito sessões de quimioterapias realizadas em ciclos de 21 dias - três em que as drogas são ministradas e 18 em que a medicação atua no organismo. O tratamento não requer hospitalização e o governador deve receber alta na terça-feira (29), mas o tratamento pode durar até oito meses.

    O governador disse que terá ajuda de secretários e do vice-governador, Francisco Dornelles, para se manter a par dos assuntos do estado e da internet para despachar.

    "Hoje, com Whatsapp, vai dar para fazer três, quatro despachos por dia para resolver as coisas", acrescentou Pezão.

    Por Agência Brasil

    Mais lidas

    1. MEC lança mestrado profissional para professores

    2. MST ocupa sede do Ministério do Planejamento em Brasília

    3. MEC prorroga para novembro prazo de aditamento do Fies

    4. Campanha Natal sem Fome é retomada depois de 10 anos

    5. Brasil tem 30 novos santos: papa canoniza mártires de Cunhaú e Uruaçu