Fonte: OpenWeather

    País


    Militares irão ocupar ruas do Rio de Janeiro para evento-teste das Olimpíadas

    A partir deste sábado (9), militares das Forças Armadas estarão em diferentes pontos do Rio em um exercício prático para a Olimpíada. Serão cerca de 1.000 homens de Marinha, Exército e Aeronáutica.

    Durante quatro horas, entre 8h e 12h, os militares estarão em pontos da Transolímpica, via expressa que liga Deodoro à Barra da Tijuca, e que será utilizada apenas pela "família olímpica" durante o evento. Também haverá um blindado da Marinha estacionado na praça Mauá, no centro do Rio.

    Eles vão ocupar ainda estações de trem no trecho entre o estádio do Maracanã e o parque olímpico de Deodoro. Os blindados vão percorrer também a ponte Rio-Niterói.

    As Forças Armadas preveem uma série de testes na cidade até o dia 24 deste mês, data marcada para o início da operação de segurança planejada para o evento.

    Ao todo serão 21.845 militares no policiamento da Rio-2016. Desses, 15 mil estarão nas ruas da cidade. Por dia, as Forças Armadas calculam cerca de 5.000 militares durante os Jogos.

    Nesta sexta-feira (8), o ministro da Defesa, Raul Jungmann, esteve no Rio para observar a apresentação da Brigada Paraquedista que também será destacada para a Olimpíada.

    Todo o efetivo da brigada (2.400) estará à disposição dos Jogos. Neste sábado, parte do grupo (o Exército não especificou o efetivo) também participará do evento nas ruas do Rio.

    "Estaremos nas ruas na operação Visibilidade para treinar e preparar a tropa que está entre as melhores do mundo", afirmou o ministro da Defesa.
    Jungmann voltou a falar sobre o preparo do país para o caso de ameaças terroristas.

    "O Brasil é um país pacífico, mas não é um país desarmado. Seremos implacáveis e incansáveis caso venha alguém a provocar, tumultuar ou arranhar os Jogos Olímpicos", disse.

    Por FolhaPress