Fonte: OpenWeather

    País


    Beneficiários do Bolsa Família recebem mais de R$ 2,4 bilhões em abril

    O valor do benefício varia de acordo com o número de membros da família - Reprodução

    As mais de 13,4 milhões de famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família em todo o Brasil devem ficar atentas para o calendário de pagamento durante o mês de abril. O repasse começou nesta quinta-feira (13) e prossegue até o dia 28. Ao todo, o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA) destinará R$ 2,4 bilhões aos beneficiários.

    O valor médio do benefício neste mês é de R$ 179,12. Para saber o dia certo em que é possível sacar o dinheiro, deve-se observar o último dígito do Número de Identificação Social (NIS) impresso no cartão. No primeiro dia, recebem as famílias com NIS de final 1. No segundo dia, os cartões terminados em 2 e, assim, sucessivamente. O valor do benefício varia de acordo com o número de membros da família, a idade de cada um e a renda declarada ao Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

    A desempregada Ivanir Mendes, de Aracruz (ES), é beneficiária do programa e divide as despesas da casa com o marido. Para ela, o valor mensal ajuda a alivia as contas. Em março, a quantia foi utilizada para a compra de material escolar dos filhos de 6 e 12 anos. "Para a gente que passa muito sufoco, é um dinheiro muito bem vindo", conta.

    Para receber o valor todos os meses, Ivanir e os outros beneficiários precisam cumprir as chamadas condicionalidades, que são compromissos nas áreas de saúde e educação assumidos por quem participa do programa e também pelo poder público.

    "Isso é bom porque mostra que o governo tem responsabilidade com a gente e com os nossos filhos também", avalia.

    Os recém-nascidos e crianças de até 7 anos devem ser pesados, medidos e estar com a caderneta de vacinação em dia. Já as beneficiárias grávidas precisam fazer o acompanhamento pré-natal. Quanto à educação, o Bolsa Família exige uma frequência escolar mínima de 85% para estudant es de 6 a 15 anos e de 75% para alunos de 16 e 17 anos.

    Com informações da assessoria

    Mais lidas

    1. MEC lança mestrado profissional para professores

    2. MST ocupa sede do Ministério do Planejamento em Brasília

    3. MEC prorroga para novembro prazo de aditamento do Fies

    4. Campanha Natal sem Fome é retomada depois de 10 anos

    5. Brasil tem 30 novos santos: papa canoniza mártires de Cunhaú e Uruaçu