Fonte: OpenWeather

    País


    MPF e PF reabrem inquérito sobre Lula no mensalão

    Os procuradores avaliaram que há fatos novos e, portanto, a investigação deve prosseguir - Marcelo Camargo/Agência Brasil)

    O Ministério Público Federal a Polícia Federal reabriram um inquérito decorrente do mensalão para investigar se o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou da negociação de um suposto repasse de US$ 7 milhões da Portugal Telecom para o PT. A apuração foi aberta em 2013, a partir de um depoimento do publicitário Marcos Valério, preso desde novembro daquele ano por ter sido o operador do mensalão. Ele foi condenado a mais de 37 anos de prisão.

    Leia também: Lula diz não ter que explicar nada sobre 9 milhões depositados em previdência

    A PF, no entanto, não conseguiu rastrear, os supostos desembolsos da Portugal Telecom e, em 2015, a Procuradoria no Distrito Federal pediu o arquivamento do caso. Mas o juiz não concordou e determinou que o MPF fizesse uma nova análise do material. O caso foi para a 5a câmara de coordenação e revisão do MPF. Os procuradores avaliaram que há fatos novos e, portanto, a investigação deve prosseguir.

    O inquérito voltou para o MPF e foi redistribuído para outro procurador, que agora vai tocar a investigação para saber se é possível comprovar os fatos narrados por Marcos Valério.

    Em julho deste ano, Marcos Valério fechou acordo de delação premiada com a Polícia Federal, após ter a oferta negada pelo Ministério Público Federal. O acerto foi enviado ao STF (Supremo Tribunal Federal) e aguarda homologação. A colaboração envolve políticos com foro privilegiado.

    Letícia Casado
    EM TEMPO

    Leia mais:

    Defesa diz que nova denúncia contra Lula atenta contra Estado de Direito

    MPF recorre de sentença de Moro e pede pena maior para Lula

    Tribunal mantém bloqueio de bens do ex-presidente Lula

    Mais lidas

    1. MEC lança mestrado profissional para professores

    2. MST ocupa sede do Ministério do Planejamento em Brasília

    3. MEC prorroga para novembro prazo de aditamento do Fies