Fonte: OpenWeather

    Feminicídio


    PM reformado é preso por matar mulher a tiros

    Feminicídio ocorreu depois da ceia natalina, no quarto do casal

    A família da vítima e do policial aposentado contaram que os dois eram casados há 20 anos
    A família da vítima e do policial aposentado contaram que os dois eram casados há 20 anos | Foto: Reprodução

    Um sargento reformado da Polícia Militar, de 53 anos, foi preso nesta sexta-feira (25) por matar a esposa, de 45 anos de idade. A vítima, a cabeleireira Anna Paula Porfírio dos Santos, foi atingida por dois disparos de arma de fogo e faleceu dentro de casa, segundo a Polícia Civil. 

    A família da vítima e do policial aposentado contaram que os dois eram casados há 20 anos e tinham uma filha de 12. A adolescente estava em casa no momento do crime.

    Equipes da Polícia Militar (PM) foram acionadas durante a madrugada para o local do feminicídio. Segundo a PM, o marido da vítima, Ademir Tavares de Oliveira, foi levado ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no Cordeiro, na Zona Oeste, onde foi autuado em flagrante. O caso ocorreu  no Alto do Mandu, na Zona Norte do Recife.

    Na Rua Luislândia, onde o crime aconteceu, os vizinhos ficaram assustados. 

    Crime ocorreu após a ceia

    De acordo com o perito Fernando Benevides, que esteve no local do crime, o feminicídio ocorreu depois da ceia natalina, no quarto do casal.

    “Eles estavam separados, reataram o relacionamento e ele infelizmente cometeu essa tragédia. O DHPP foi acionado, chegou ao local e ele não reagiu, entregou a sua arma. Foram dois disparos, um no tórax e outro na face. Um a uma curta distância e outro à queima-roupa”, disse ao G1.

    Outros membros da família do sargento reformado moram no térreo da casa e haviam celebrado o Natal junto com o casal. Os familiares ouviram os disparos depois que os dois subiram para o quarto, mas não conseguiram socorrer a vítima, de acordo com o perito.

    Segundo feminicídio brutal

    Este é o segundo feminicídio brutal relatado pelo EM TEMPO só nesta sexta-feira de Natal (25). A jovem Thalia Ferraz, 23 anos, foi assassinada pelo ex-companheiro na frente dos sobrinhos de 14 e 8 anos. O suspeito, minutos de matá-la enviou a seguinte mensagem: "Gosta de surpresa?". E em seguida, ainda diz, que a vítima teria uma "surpresa inesquecível".

    Leia Mais

    Mulher é assassinada pelo ex na frente da família