Fonte: OpenWeather

    Julgamento


    Gelson Carnaúba será julgado por videoconferência, em Manaus

    Carnaúba está preso no Presídio Federal em Catanduvas. Ele é outros dois réus são acusados de envolvimento nas mortes de 12 detentos durante uma rebelião no Compaj, em maio de 2002

    Manaus -  O narcotraficante Gelson Lima Carnaúba, líder de uma facção criminosa no Amazonas; Marcos Paulo Cruz, o "Goma"; e Francisco Álvaro Pereira, o "Bicho do Mato"; serão julgados, na próxima sexta-feira (18), no Fórum Ministro Henoc Reis, na zona Centro-Sul de Manaus. A segurança será reforçada no entorno do Fórum no dia do julgamento.

    Os réus são acusados de envolvimento nas mortes de 12 detentos do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), durante uma rebelião ocorrida em maio de 2002 e que resultou também em mais oito presos feridos. Gelson Carnaúba, que está no Presídio Federal em Catanduvas, interior do Paraná, será ouvido por videoconferência.

    Leia também: Fugitivos de presídio em Manaus seriam aliados de 'Mano G'

    Marcos e Francisco, que estão presos em Mossoró (RN), estarão presentes no julgamento. Os três réus já foram condenados em abril de 2011, mas o Superior Tribunal de Justiça (STJ) acatou o pedido da defesa dos réus e determinou a realização de uma nova sessão de julgamento popular. 

    No primeiro júri, Carnaúba foi condenado a 120 anos de prisão; Marcos Paulo 132 anos de reclusão; e Francisco Alvaro Pereira foi condenado a 120 anos.

    Gelson Carnaúba

    O narcotraficante Gelson Carnaúba, o “Mano G”,  é um dos fundadores de uma facção criminosa. Ele deixou a organização desta após uma briga com os outros líderes: João Pinto Carioca, o “João Branco”; e José Roberto Fernandes, o “Zé Roberto da Compensa”, passando a integrar uma outra facção.

    Com a briga, houve um racha entre as duas facções, que até então eram aliadas. Atualmente, de acordo com a polícia, as duas organizações disputam o domínio do tráfico de drogas no Amazonas. 

    Fuga 

    No último sábado (12), 35 internos do Centro de Detenção Provisoria Masculina 2 (CDMP2), fugiram por um túnel, cavado no pavilhão 5 da unidade prisional.  Todos os fugitivos, considerados de alta periculosidade, seriam aliados de Gelson Carnaúba.

    Leia mais: 

    De alta periculosidade, 'Mano Kaio' está entre os foragidos do CDPM 2

    Confira a lista dos foragidos do CDPM 2; veja fotos

    Após fuga, segurança é reforçada em Manaus, afirma secretário