Fonte: OpenWeather

    Duplo homicídio em Manaus


    Funcionário diz que matou donos de floricultura para ajudar família

    Mateus Muniz estava trabalhando com os donos da floricultura há três dias. Kazuyasu Takano e Soliange foram encontrados mortos na última quarta-feira (13), no Parque das Laranjeiras

    Mateus foi autuado pelo crime de latrocínio | Foto: Erlon Rodrigues/PC

    Manaus - Um homem identificado como Mateus Muniz Ferreira, de 21 anos, foi preso, na tarde de quinta-feira (14), suspeito de matar o casal Kazuyasu Takano, de 68 anos, e Maria Soliange Alves Vieira, de 40 anos em uma floricultura, na última quarta-feira (13), no bairro Parque das Laranjeiras, Zona Centro-Sul de Manaus. As vítimas eram proprietárias da floricultura. 

    O suspeito foi apresentado pela polícia na tarde desta sexta-feira (15), na sede da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD), na Zona Centro-Oeste da cidade. Em depoimento à Polícia Civil, Mateus confessou o crime e alegou que matou o casal para ajudar o filho doente e a esposa, que moram em Coari (a 363 km Manaus). Ele trabalhava há apenas três dias na casa comercial dos patrões, antes de cometer o crime. 

    Leia também: Casal é brutalmente assassinado no quintal de floricultura em Manaus

    O suspeito estava trabalhando há três com as vítimas
    O suspeito estava trabalhando há três com as vítimas | Foto: Erlon Rodrigues/PC

    De acordo com o delegado Adriano Félix, titular da especializada, Mateus chegou a roubar três celulares, além de R$ 700 da floricultura. "Parte do dinheiro foi depositado para a esposa dele, em Coari, junto com dois celulares. O outro celular foi vendido a R$ 40 no Centro de Manaus, e os outros R$ 400 foram gastos em alimentos e roupas", disse o delegado.

    Ainda em depoimento, Mateus contou detalhes de como cometeu o crime. Segundo ele, Takano o pediu que carregasse uma carga de grama para dentro da floricultura. O suspeito aproveitou o momento para golpear o empresário com um machado.

    Ao perceber a ação, Maria Soliange tentou correr, mas também foi atingida com um golpe de machado. Em seguida, o suspeito amarrou Soliange em uma árvore e roubou o dinheiro da floricultura. 

    A família descobriu o crime após uma das professoras do filho das vítimas informar que o casal não havia ido buscar a criança na escola. A irmã de Soliange foi à floricultura e encontrou os corpos.

    Material usado no crime
    Material usado no crime | Foto: Lucas Vitor

    De acordo com a polícia, o corpo da mulher estava amarrado em uma árvore. As cordas estavam em volta das mãos, tornozelos e pescoço da vítima. O corpo do marido, por outro lado, foi colocado de bruços no quintal, a 15 metros de distância do local onde a esposa havia sido morta.

    Mateus responderá pelo crime de latrocínio (roubo seguido de morte). A esposa dele também foi presa no município de Coari, pelo crime de receptação, pela equipe da Polícia Civil no município. Mateus já tinha passagens pela polícia em Coari pelos crimes de furto e roubo. 

    Leia mais: 

    Mais de 50 pessoas são presas durante operação 'Folgueira', em Manaus

    Mulheres ficam feridas ao pularem de ônibus durante assalto em Manaus

    Homem morre no SPA Joventina Dias após ser alvejado na Vila da Prata