Fonte: OpenWeather

    Revolta popular


    População tenta invadir delegacia em Manaus para libertar preso

    Houve confronto entre policiais e os moradores após um mototaxista irregular tentar "furar" blitz da SMTU

    A tentativa de invasão ocorreu na tarde desta terça-feira | Foto: Marcely Gomes


    Manaus - Um grupo de pessoas tentou invadir, na tarde desta quarta-feira (11), o 25° Distrito Integrado de Polícia (DIP), localizado Avenida Itacolomi, no Armando Mendes, Zona Leste de Manaus, e entrou em confronto com policiais militares. O grupo queria liberar um suposto mototaxista que teria sido detido durante operação da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU).

    Moradores falaram para a equipe do Em Tempo que os policiais teriam agredido um mototaxista irregular, no momento em que ele tentou furar a blitz e foi bloqueado pelos militares. Os agentes de segurança foram impedidos pela população de revistar o homem. Houve confronto e um homem tentou atingir um policial com um capacete.

    Para dispersar os manifestantes, os policiais usaram spray de pimenta e levaram o mototaxista e outras pessoas envolvidas até o DIP, situado a poucos metros do local onde ocorria a fiscalização. 

    De acordo com a mãe de um dos detidos, a dona de casa Márcia Medeiros, o filho dela, que não teve o nome revelado, teria ido deixar um cliente no bairro, quando os policiais o perseguiram até um lava a jato, onde o homem trabalhava. No local, ele teria sido agredido

    Para dispersar os manifestantes, os policiais usaram spray de pimenta e levaram o mototaxista
    Para dispersar os manifestantes, os policiais usaram spray de pimenta e levaram o mototaxista | Foto: Marcely Gomes


    "Meu filho estava trabalhando e teve o braço quebrado por um policial despreparado. Meu filho não fez nada de errado, estava no trabalho e foi agredido", disse.

    Leia também: População invade delegacia e mata suspeito de estuprar menina no AM

    Uma outra versão apresentada por testemunhas informa que o homem, que estava em uma motocicleta, tentou "furar" a blitz da SMTU, com apoio da PM, porque estaria fazendo o transporte de passageiros na zona Leste de forma irregular. A ação suspeita do mototaxista causou a perseguição policial. 

    Tentativa de invasão

    O suspeito foi levado até o 25° DIP, onde populares revoltados com a prisão realizaram uma manifestação e tentaram entrar na delegacia para retirá-lo de uma das salas. A polícia solicitou reforços e impediu que o local fosse invadido ou depredado.

    Equipes foram chamadas para reforçar a segurança do DIP
    Equipes foram chamadas para reforçar a segurança do DIP | Foto: Marcely Gomes


    Além dele, outras 11 pessoas foram detidas por perturbação da ordem pública e depredação do patrimônio público. Segundo o investigador da PC, que preferiu não ter o nome revelado, as pessoas vão assinar um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e, em seguida, serão liberadas. 

    Esclarecimentos das polícias

    Na delegacia, o delegado titular explicou que a assessoria de imprensa da Polícia Civil deve se pronunciar sobre o caso, por meio de nota. A instituição foi procurada e enviou informações sobre o que, de fato, ocorreu no local.

    "Informamos que na ocasião, um homem que teve seu veículo apreendido tentou fugir. Ele foi capturado pela PM e conduzido ao 25º Distrito Integrado de Polícia (DIP). Ao chegar na unidade policial, outras pessoas, que também tiveram seus veículos apreendidos durante a ação, tentaram reaver os bens, causando desordem".

    Ainda segundo a Polícia Civil, durante a confusão, populares começaram a xingar os policiais e a atirar objetos na PM, chegando a lesionar um policial militar no rosto. Um dos agressores e o filho dele foram identificados e acabaram presos.

    "Ambos foram autuados em flagrante por desacato, lesão corporal e resistência. Neste momento, os procedimentos cabíveis estão sendo realizados na unidade policial", diz um trecho da nota.

    No local, os policiais militares da 25ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), que participavam da operação, não quiseram falar com a imprensa.

    Posicionamento da SMTU

    A SMTU esclareceu, também por meio de nota, que ao realizar a fiscalização de rotina no Armando Mendes, flagrou a prática de transporte clandestino de passageiros por mototáxi de um condutor. Durante a abordagem, houve resistência a apreensão, momento em que policiais militares passaram a atuar e populares tentaram intervir causando tumulto.

    "Ao tentar impedir que a moto fosse levada, o condutor da moto caiu e machucou o braço. Em seguida, ao saírem do local, um grupo de motociclistas identificados com blusa de mototáxi, cercou o caminhão plataforma da SMTU para retirar as motos apreendidas. Foi solicitado reforço policial para resguardar a integridade física dos fiscais e dos demais membros da equipe de fiscalização. A ocorrência foi registrada em Boletim de Ocorrência no 25º DIP", esclareceu a SMTU.

    Já a Prefeitura de Manaus reafirmou o compromisso com o ordenamento do sistema de transporte coletivo, coibindo irregularidades e resguardando a segurança da população.

    Edição: Bruna Souza

    Leia mais

    Pai de jovem carbonizado em Borba recebe ameaças de morte

    Dupla é presa por tráfico de drogas em área de invasão, em Manaus

    Homem é preso e adolescente é apreendido com armas caseiras e drogas