Fonte: OpenWeather

    Eleições 2018


    Eleições 2018: base e oposição devem ser formalizadas até o dia 18

    Na quarta-feira (18), o órgão irá divulgar a lista oficial de filiados aos partidos

    | Foto: Fabiane Morais

    Manaus - O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) irá começar a analisar a partir desta segunda-feira (16), as novas filiações enviadas pelos partidos até a última sexta-feira (13), prazo máximo de entrega dos dados. Já na quarta-feira (18), o órgão irá divulgar a lista oficial de filiados.

    Na prática, isso poderá alterar as composições de base e oposição ao governador Amazonino Mendes (PDT), na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), já que no processo de verificação de irregularidades, podem ser detectadas inconsistências, que podem até cancelar a filiação. 

    Aleam
    Aleam | Foto: Divulgação

    Troca-troca de partido

    Os últimos a realizarem este troca-troca com vistas para o pleito deste ano, foram Wanderley Dallas, que saiu do MDB, teve passagem relâmpago pelo PDT, partido do governador Amazonino Mendes e agora está no Solidariedade; Platiny ex-DEM, que ensaiou integrar o PSL, mas se abrigou no PSDB; Sidney Leite, ex-Pros e atual PSD; Orlando Cidades que saiu do Podemos e foi para o PV; Vicente Lopes, que desfiliou-se do MDB e agora está no PV; David Almeida ex-PSD e atualmente no PSB; Belarmino Lins que deixou o Pros e integrou-se ao PP e Dr. Gomes que também saiu do PSD e está no PRP. 

    Conforme o secretário judiciário do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Waldiney Siqueira, todo este procedimento de “batimento” de informações sobre novas e antigas filiações, acontece via o sistema “Filiaweb”. E é por meio dele, que será identificado erros, como dupla filiação partidária. “Caso ocorra uma irregularidade, o próprio sistema aponta e o partido terá um prazo para a regularização da situação. Se o período de correção não for cumprido, ou o sistema considera a filiação mais recente ou cancela as duas”, explicou Waldiney. 

    MDB tem mais filiados

    Conforme levantamento realizado no mês de março, o MDB é o partido com maior número de filiados do país. Ao todo, a legenda possui 2.396.880 membros, representando 14% do total de filiados em todo o país. É possível chegar a este dado, porque nos últimos anos, o TSE mantém atualizada a área de estatística de filiados. Além disso, o processo de informatização dos procedimentos no momento em que o partido filia ou desfilia um novo membro, acontece em tempo real. Apesar de não ser uma exigência legal, o TSE informa os novos dados de filiados após o fechamento do mês. 

    Leia mais:

    Estamos vivendo o apogeu democrático, avalia Helson Ribeiro

    Presidenciáveis visitam Manaus em abril

    Imprensa repercute fala de Arthur sobre Lula