Fonte: OpenWeather

    Educação e Pesquisa


    Aprovada MP que garante recursos para universidades do AM e CBA

    O deputado federal Pauderney Avelino (Democratas) comemorou a aprovação da medida, que segue agora para sansão presidencial.

    Pauderney Avelino comemora aprovação dos projetos que beneficiam o Amazonas | Autor: Divulgação

    Manaus - O Plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (16), o Projeto de Lei de Conversão 6/2018, decorrente da Medida Provisória 810/2017. A matéria vai beneficiar o investimento na formação de jovens em pesquisa e desenvolvimento no Amazonas.

    O deputado federal Pauderney Avelino (Democratas) comemorou a aprovação da medida, que segue agora para sansão presidencial. A aprovação foi considerada uma grande conquista para indústria brasileira de tecnologia, em especial para Zona Franca de Manaus.

    "Eu apresentei várias emendas para beneficiar as universidades federais, estaduais, centros de tecnologia de informação e as organizações sociais", afirma Pauderney.

    Deputado Pauderney Avelino
    Deputado Pauderney Avelino | Foto: Divulgação

    Ainda nesta medida provisória, o parlamentar amazonense apresentou outra emenda, que garantiu os recursos para manutenção do Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA), que agora conta com personalidade jurídica própria.

    Pesquisa

    A MP 810/2017 autoriza empresas de tecnologia da informação e da comunicação a investirem em atividade de pesquisa, desenvolvimento e inovação como contrapartida para recebimento de isenções tributárias.

    A proposição amplia de 3 para 48 meses o prazo para as empresas brasileiras de informática, beneficiadas com incentivos fiscais associados a investimentos em pesquisa e desenvolvimento (P&D), reinvestirem valores pendentes.

    O texto aprovado permite que parte dos recursos gerados pelas contrapartidas de investimentos em P&D seja aplicada em fundos de investimento para proporcionar capitalização de empresas tecnológicas.

    A medida  deve dinamizar a economia, porque facilita a aplicação de recursos de programas que busquem sustentabilidade em áreas estratégicas como defesa cibernética, internet das coisas e biotecnologia com ênfase na biodiversidade amazônica.

    CBA

    O ato normativo que transforma o CBA em Organização Social foi assinado, nesta terça-feira (15), pelos ministros da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Marcos Jorge de Lima, e do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG), Esteves Colnago.

    "O CBA terá recursos da indústria de informática para fazer pesquisa da flora e da fauna da nossa região Amazônica. Isso é um passo largo em direção ao futuro", destaca Pauderney.

    * Com informações da assessoria 

    Leia mais: 

    Omar e Pauderney são eleitos líderes da bancada do Amazonas no Congresso

    Pauderney e Rossieli querem ampliar funcionamento do HUGV
    Aliança com Temer tem limite, afirma Pauderney