Fonte: OpenWeather

    Determinação


    STF arquiva inquérito contra Braga e Omar por obras na Ponte Rio Negro

    Senadores do AM eram investigados por obra na Ponte Rio Negro

    Eduardo Braga estava sendo investigado | Foto: Divulgação

    Brasília - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes determinou nesta sexta-feira (8) o arquivamento do inquérito aberto para investigar os senadores Eduardo Braga (MDB-AM) e Omar Aziz (PSD-AM) a partir da delação do ex-executivo da empreiteira Odebrecht Arnaldo Cumplido de Souza.

    Leia também: 1ª marcha de vereadores debate perspectivas da educação no Amazonas

    De acordo com um dos depoimentos do delator, teria ocorrido um acerto para que fossem feitos repasses aos investigados, ambos ex-governadores do Amazonas, para favorecer a empreiteira nas obras da ponte do Rio Negro.

    Ao arquivar o inquérito, aberto no ano passado, Alexandre de Moraes disse que o delator não apresentou provas concretas contra os acusados e não há justificativa para a continuidade da investigação.

    “O acordo de colaboração premiada é um meio de obtenção de prova pelo qual o colaborador deve apontar indícios e provas a serem obtidos. Na presente hipótese, contudo, todas as informações prestadas pelo colaborador foram negadas pelas testemunhas por ele indicadas; não se obtendo durante a investigação qualquer indício de autoria e materialidade das infrações penais apontadas”, decidiu o ministro.

    Leia mais:

    Deputados do AM discutem medidas para derrubar decreto que afeta ZFM

    Miss Brasil 2018 recebe homenagens na Assembleia Legislativa do AM

    Bancada do AM já tem estratégias para reduzir IPI das bebidas