Fonte: OpenWeather

    Falta de investimentos


    Situação de institutos sem verbas no AM é discutida na Câmara Federal

    Importantes institutos amazonenses estão sofrendo com a redução de recursos nos seus orçamentos

    Entre os institutos está o Inpa e Universidade do Estado do Amazonas (UEA) | Foto: divulgação

    Manaus - A Comissão de Integração Nacional e Desenvolvimento Regional da Amazônia (Cindra) da Câmara Federal realiza, nesta quarta-feira (11), uma Audiência Pública para debater a situação das Instituições de Ensino Superior e Pesquisa no Amazonas. 

     O requerimento 195/2018 para discutir o assunto é de autoria do deputado federal professor Gedeão Amorim (MDB). Para o parlamentar, esta é uma forma de chamar a atenção e conseguir o apoio de outros deputados nesta causa.

    “Não lutar por isso seria fechar nossos olhos para a luta pela preservação do nosso meio ambiente e cruzar os braços para os avanços de pesquisa que contribuem, e muito, para o desenvolvimento da educação, da ciência e da tecnologia”, alerta Gedeão.

    Órgãos como o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), a Universidade do Estado do Amazonas (UEA), o Instituto Federal do Amazonas (Ifam), a Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz), o Instituto Nacional da Colonização e Reforma Agrária (Incra), a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e o Museu Paraense Emílio Goeldi estão sofrendo  com a redução de recursos nos seus orçamentos.

    Cortes no orçamento

    “No ano passado, tivemos um orçamento de cerca de R$ 42 milhões para estas instituições, o que já era bastante reduzido. Para o ano de 2018, o orçamento foi reduzido em 40%, portanto, ficando com R$ 25 milhões apenas. Isso faz com que essas entidades percam, aos poucos, seus quadros importantes de servidores, cientistas e contratados”, aponta o deputado federal.

    Leia também: Omaz Aziz: 'A diferença entre mim e Amazonino é que cumpro promessas'

    O deputado diz que, independente de qualquer destino dos institutos, dispensar os cuidados com essas entidades, que são essenciais para o desenvolvimento do povo, é negligenciar a Educação. 

    Apoio

    Segundo o secretário de administração do Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Amazonas (Sindsep-AM), Jorge Lobato, ter um parlamentar da bancada do Estado nesta luta será de fundamental importância.

    “Infelizmente, ainda não temos um clamor por parte dos parlamentares da nossa bancada e se o professor Gedeão está dando o ponta pé inicial, nós, com certeza iremos somar com ele e vamos subsidiá-lo com todo o conteúdo necessário”, afirmou o secretário do Sindsep-AM.

    Convidados

    Para o debate, foram convidados Membros da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados; representantes do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação (MCTIC); do Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (Inpa); da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa); da Universidade Federal do Amazonas (Ufam); do Instituto Federal do Amazonas (Ifam); da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e da Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz).

    *Com informações da assessoria

    Leia mais

    Decisão de Favreto poderia favorecer outros presos pela Lava Jato

    'Lula é nosso único candidato', diz ex-governador da Bahia

    Decisão de soltar Lula provoca impasse jurídico