Fonte: OpenWeather

    Eleições 2018


    Novo Aripuanã escolhe, neste domingo (4), seu novo prefeito

    Hilton Laborda Júnior (MDB) e Jocione Souza (PSDB) disputam o cargo, que ficou vago com a cassação do registro de candidatura do ex-prefeito Aminadab Santana (PSD)

    Hilton Jr. (de azul) segue o caminho do pai, o ex-prefeito Hilton Laborda, e Jocione Souza (de chapéu) disputa sua primeira eleição majoritária na cidade
    Hilton Jr. (de azul) segue o caminho do pai, o ex-prefeito Hilton Laborda, e Jocione Souza (de chapéu) disputa sua primeira eleição majoritária na cidade | Foto: Divulgação

    Novo Aripuanã - Os quase 12 mil eleitores de Novo Aripuanã (a 229 quilômetros de Manaus) definem, neste domingo (4), o novo prefeito da cidade, em eleição suplementar entre os dois candidatos: Hilton Laborda Júnior (MDB) e Jocione Souza (PSDB).

    De acordo com o secretário geral do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), Waldiney Siqueira, os preparativos para o pleito estão prontos desde a última sexta-feira (2), em que o município contou com o reforço de oito servidores da capita,l e outros dois que já atuavam na sede eleitoral do município, contando também com a atuação de 34 policiais da Polícia Militar, Polícia Civil e Polícia Federal, que farão a segurança nas zonas eleitorais.

    O diretor-geral do TRE-AM, Messias Andrade, também confirmou que o esquema de segurança na cidade está reforçado, por meio de uma declaração do delegado da PF, Alexandre Saraiva, que o comunicou que o clima na cidade “está mais tranquilo do que nunca, e a população pode ficar despreocupada neste domingo”.

    Ele também afirma que o resultado da eleição suplementar será divulgado em até duas horas após o fechamento das urnas.

    A eleição tampão ganhou início após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negar o registro de candidatura do prefeito cassado, Aminadab Santana (PSD), em outubro do ano passado. Após a decisão, ele ainda foi condenado por ato doloso de improbidade administrativa, em julgamento no Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM), decisão que o tornou inelegível por oito anos.

    Além de Novo Aripuanã, os municípios de Apuí e Novo Airão também podem receber eleições suplementares, ainda este ano. Entretanto, segundo o diretor Messias, tudo depende de um aval do TSE, e os dois municípios também ainda podem entrar com recursos jurídicos.

    Leia também: Amazonino chama concursados da Susam

    “Quando o TSE oficializa as eleições nestes dois locais, tudo começa a ser organizado por nós do TRE, onde comunicamos ao município, para que o prefeito saia do comando municipal e, a partir daí, apresentamos o calendário eleitoral e organizamos todos os tramites”, disse Andrade, que declarou que as eleições devem ser realizadas até no máximo o mês de abril, por conta das eleições gerais de outubro deste ano.

    Eleições gerais

    Já para o pleito de outubro, que irá definir novos nomes para o comando do governo estadual e federal, deputados estaduais e senadores, o TRE-AM afirma que apesar de ainda faltarem oito meses para a disputa eleitoral, o cronograma de trabalho está sendo executado desde o ano passado.

    Messias Andrade acrescentou que o calendário interno do tribunal também leva em consideração a eleição que o órgão vai passar em abril, quando serão escolhidos os novos presidente e vice da Justiça Eleitoral do Amazonas.

    “Ainda não há data definida para a escolha de um novo presidente do TRE-AM, mas é importante ressaltar que independente de quem seja o novo presidente, nós estamos trabalhando como se não houvesse amanhã, pois a expectativa é para que, em maio, todo processo eleitoral já esteja próximo 

    de estar concluído”, disse Messias Andrade, que ainda demonstrou grande confiança na vitória do atual vice-presidente, João Simões, que será um dos candidatos na disputa.

    Ele também alerta aos cuidados que os eleitores devem ter antes das eleições, para a emissão da primeira e segunda via do título de eleitor, reforçando que eles devem estar agendando seus atendimentos no site do TRE, disponível todos os dias a partir das 13h. “Após o agendamento, basta levar um documento oficial com foto, comprovante de residência e CPF. No caso dos homens que irão tirar pela primeira vez o documento, será preciso levar o certificado de alistamento”, completou Messias.

    Leia mais:

    Carnaval em casa: Ex-secretários conseguem prisão domiciliar

    Reforma da Previdência não atingirá quem ganha até R$ 5 mil, diz Temer

    Em Tempo disponibiliza WhatsApp para envio de sugestões e denúncias