Fonte: OpenWeather

    Na câmara


    Nome social de transexuais pode ser impedido em registros escolares

    A proposta será analisada pelas comissões de Educação. Nome social é o nome pelo qual pessoas trans preferem serem chamadas cotidianamente

    Nome social é o nome pelo qual pessoas trans preferem serem chamadas cotidianamente | Foto: Divulgação

    Brasília - Tramita na Câmara dos Deputados projeto que busca impedir o uso de nomes sociais por alunos travestis e transexuais nos registros escolares do ensino básico. Trata-se do Projeto de Decreto Legislativo 898/18, do deputado Professor Victório Galli (PSL-MT), que susta a Resolução 33/18 do Ministério da Educação.

    Conforme a resolução do MEC, os alunos maiores de 18 anos podem solicitar o uso do nome social às escolas. No caso de menores de 18 anos, a solicitação deve ser feita pelos representantes legais.

    Nome social é o nome pelo qual pessoas trans preferem serem chamadas cotidianamente, em contraste com o nome oficialmente registrado, que não reflete sua identidade de gênero.

    Tramitação

    A proposta será analisada pelas comissões de Educação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Depois, o texto segue para o Plenário.

    Leia mais: 

    Homens transexuais buscam visibilidade para novas gerações

    Conscientização política marca 22ª edição da Parada LGBT em São Paulo

    Enem: Travestis e transexuais podem solicitar uso do nome social