Fonte: OpenWeather

    Política


    Deputada denuncia retenção de cartões do Bolsa-Família por comerciantes, em Eirunepé

    A deputada estadual Alessandra Campêlo (PCdoB-AM) denunciou nesta quarta-feira, 20, na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), que comerciantes estão retendo cartões de beneficiários do programa Bolsa-Família do Governo Federal no município de Eirunepé (a 1.160 km de Manaus). Ela enfatizou que o problema é grave e precisa ser investigado urgentemente, informando que já se reuniu com a Caixa Econômica Federal e encaminhará o caso ao Ministério Público Federal (MPF).

    “Recebemos denúncias de moradores de Eirunepé dando conta de que os comerciantes que coordenam o Caixa Aqui no município estão retendo o cartão de beneficiários do Bolsa-Família. A pessoa chega para receber no comércio, é induzida a comprar bastante naquele local e esses comerciantes ficam com o cartão da pessoa e ela vai lá no fim do mês só para fazer a retirada e já deixar o dinheiro com o dono do comércio”, denunciou Alessandra, acrescentando que os comerciantes vendem fiado como forma de “fidelizar” os beneficiários do programa.

    “A pessoa passa a não ser mais dona do seu cartão, pois ela fica com o cartão retido e todo mês é obrigada a ir lá só digitar a senha”, complementou Alessandra, comparando a situação ao período de exploração da borracha, em que os donos do seringal obrigavam os trabalhadores a fazer compras em seus comércios, o que significava escravidão.

    Falta agência da Caixa

    O problema, segundo a parlamentar comunista, acontece porque o município não tem uma agência da Caixa e os pagamentos dos benefícios são realizados em apenas três locais credenciados: uma lotérica e dois comércios (Mercearia Martins e Super Descontão).

    O mau atendimento nos locais, com filas intermináveis e sem prioridade para idosos e mulheres com crianças de colo, tem causado revolta todos os meses no período de pagamento da Bolsa-Família. A situação é agravada no quando a Bolsa-Família coincide com o pagamento do Seguro Defeso, outro programa do Governo Federal pago pela Caixa e seus agentes credenciados.

    Reunião

    Na última terça-feira, 19, Alessandra formalizou a denúncia na Superintendência Regional da Caixa, em Manaus. A instituição se comprometeu em resolver o problema. Alessandra acrescentou que, por meio das redes sociais, moradores de Santo Antônio do Içá e outros municípios do interior denunciaram o mesmo problema. “Se não houver providências, procurarei o Ministério Público Federal para resguardar os direitos das pessoas de Eirunepé”.

    Obras Paralisadas

    A deputada também apresentou requerimentos solicitando para Eirunepé escolas, um plano urgente de asfaltamento para as ruas do município e um cronograma de obras da Secretaria de Estado da Infraestrutura de obras que estão paralisadas. “O asfaltamento é urgente, pois o povo de Eirunepé está andando na poeira quando faz sol e na lama quando chove”.

    Com informações da assessoria