Fonte: OpenWeather

    Política


    Melo critica ausência de Dilma Rousseff após reunião com governadores em Brasília

    jose-melo

    O governador José Melo (Pros) criticou na manhã desta sexta-feira (22) que sentiu “falta da outra parte” durante a reunião com governadores de outros estados realizada esta semana em Brasília. O chefe do executivo estadual referiu-se a ausência do governo federal durante o evento.

    “Essa crise não se vence só com o Congresso Nacional, governadores e prefeitos. Precisa-se da união de todos e para isso seria fundamental a participação da presidente Dilma Rousseff (PT) na reunião”, pontuou.

    O comentário foi feito durante a solenidade de abertura do primeiro seminário Intermunicipal de Modernização Administrativa e Gestão Pública Compartilhada, realizada no auditório do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM).

    Melo comentou ainda que o Brasil vive uma crise institucional e que precisa ser vencida. “Ninguém investe em um país que vive uma insegurança institucional, sobretudo, na aplicabilidade dos recursos. Eles [investidores] precisam de um retorno para ter segurança ao investirem”, declarou.

    O governador justificou também o cancelamento da vinda da presidente a Manaus e comentou que por ‘conflitos na agenda’, uma viagem para o México, Dilma não poderia se fazer presente na inauguração da ampliação do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes e o primeiro trecho-teste da infovia do programa ‘Amazônia Conectada’. Melo disse ainda que falou ao telefone com a chefe do executivo federal e as inaugurações seriam marcadas para outra data com a presença da mesma.

    Seminário

    O seminário é realizado pela Secretaria Extraordinária de Relações Institucionais do (TCE), com a presença de prefeitos e autoridades do legislativo, executivo e judiciário.

    Para auxiliar as prefeituras, o governo do Estado planeja criar este ano um escritório de gestão de projetos com a missão de prestar orientação técnica, reduzir falhas na prestação de contas e diversificar as fontes de captação de recursos para investimentos. A iniciativa é direcionada aos gestores municipais e contará com orientações em áreas jurídicas, execução fiscal, prestação de contas e gestão pública.

    Coari

    Durante a solenidade o secretário geral de controle externo do TCE-AM, Pedro Augusto Oliveira, informou que no inicio de maio realizou uma visita ao município de Coari (a 363 quilômetros de Manaus).

    Oliveira pontou que a visita foi para orientar o novo prefeito, uma vez que o munícipio passou por várias administrações corriqueiras. “Foram feitas orientações à nova administração para que posteriormente quando houver a inspeção do órgão, possa se ter êxito no controle interno de gastos destinados às secretarias”, disse.

    O secretário informou ainda que nenhuma administração de Coari apresentou relatórios ou qualquer arquivo que demostre a aplicabilidade de recursos municipais, estaduais e até federais. A inspeção no município será realizada ainda este mês.

    Na ocasião o presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado estadual Josué Neto (PSD), reconheceu o momento de dificuldade econômica pelo qual passa o Brasil e disse que a Casa trabalha por meio da Diretoria do Centro de Cooperação Técnica ao Interior (Ccoti) para ampliar as ações das câmaras municipais.

    “O nosso Centro de Cooperação Técnica é um trabalho entre os legislativos. Um acordo de cooperação, principalmente, nas questões jurídicas e técnicas legislativas, o que reflete na melhoria da gestão pública nos municípios”, destacou

    Por Mairkon Castro (especial EM TEMPO Online)

    Mais lidas

    1. Lava Jato investiga uso de subsidiárias da Petrobras para favorecer Odebrecht

    2. Temer exonera oito ministros

    3. Líder do governo na Aleam confirma mais três apoiadores na base

    4. Sob pressão, Aécio indica que deixará presidência do PSDB

    5. Amazonino Mendes empossa novos gestores