Fonte: OpenWeather

    Política


    Lei de Diretrizes Orçamentária para 2016 é aprovada no plenário

    A LDO se refere às receitas, as despesas, os resultados nominal e primário e à gestão da dívida pública - foto: divulgação
    A LDO se refere às receitas, as despesas, os resultados nominal e primário e à gestão da dívida pública - foto: divulgação

    O plenário da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) aprovou na tarde desta terça-feira (14) a Mensagem Governamental que dispõe sobre a elaboração e a execução da Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO) para o exercício de 2016. O painel do plenário marcou 19 votos favoráveis, duas abstenções e um voto contrário.

    A LDO se refere às receitas, as despesas, os resultados nominal e primário e à gestão da dívida pública. A LDO trata ainda das alterações da legislação tributária e da política de aplicações da agência financeira oficial de fomento. No que se refere à previsão de receita e a fixação das despesas o Governo do Amazonas levou em consideração o atual cenário econômico nacional para manutenção das atividades da administração pública nas mais diversas áreas.

    O deputado José Ricardo (PT) apresentou 16 emendas à LDO, porém não foram aprovadas e o líder do governo, David Almeida (PSD), apontou que a maioria das emendas foi rejeitada por vício de origem.

    “Em projetos votados anteriormente, os parlamentares fizeram várias emendas e foram aprovadas. Isso mostra que a Assembleia pode mudar as mensagens. No caso da LDO, a maioria dos deputados entendeu os objetivos do Governo e votou pela aprovação, sem emendas”, salientou.

    Com informações da assessoria de comunicação

    Mais lidas

    1. Lava Jato investiga uso de subsidiárias da Petrobras para favorecer Odebrecht

    2. Temer exonera oito ministros

    3. Líder do governo na Aleam confirma mais três apoiadores na base

    4. Sob pressão, Aécio indica que deixará presidência do PSDB

    5. Amazonino Mendes empossa novos gestores