Fonte: OpenWeather

    Política


    Lula diz estar "irritado" com acusações sobre a família na Lava Jato

    lula-pt-bronca

    O ex-presidente Lula chegou direto de uma viagem da Bahia na manhã deste sábado (24) para a 1° Feira Nacional da Reforma Agrária, organizado pelo MST, no Parque da Água Branca, em São Paulo.

    Questionado sobre as denúncias feitas no âmbito da Operação Lava Jato envolvendo o empresário e seu amigo pessoal José Carlos Bumlai, Lula desconversou.

    "Hoje é sábado, eu sou muçulmano e sábado eu não falo de política", disse o ex-presidente, confundindo-se com os judeus, que não trabalham no shabat, que vai do pôr-do-sol de sexta ao anoitecer de sábado.

    Fernando Soares, o Baiano, disse em seu acordo de delação premiada que Lula se reuniu com Bumlai e o presidente da Sete Brasil por contratos de navios-sonda.

    Ele também afirmou que pagou R$ 2 milhões a Bumlai e que o empresário disse, na época, que seriam para quitar a dívida de um apartamento de uma nora do ex-presidente.

    Tanto o petista quanto o pecuarista negam peremptoriamente as acusações.

    Como a Folha publicou nesta sexta, Bumlai afirma que os recursos que recebeu do lobista foram um empréstimo para pagar empregados de suas fazendas.

    Em reunião com a direção nacional do MST durante a feira, Lula desabafou que está muito "irritado" com a citação de seus familiares na Operação Lava Jato.

    O ex-presidente disse que antes tinha que ficar defendendo o PT e hoje precisa responder também a acusações envolvendo sua família.

    Por Folha press

    Mais lidas

    1. Lava Jato investiga uso de subsidiárias da Petrobras para favorecer Odebrecht

    2. Temer exonera oito ministros

    3. Líder do governo na Aleam confirma mais três apoiadores na base

    4. Sob pressão, Aécio indica que deixará presidência do PSDB

    5. Amazonino Mendes empossa novos gestores