Fonte: OpenWeather

    Política


    Após decisão do STF, despacho de Moro volta a mencionar Lula

    Lula é citado em outra ocasião no despacho de Moro - foto: divulgação
    Lula é citado em outra ocasião no despacho de Moro - foto: divulgação

    Duas semanas após divulgar áudios de conversas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o juiz Sergio Moro voltou a mencionar o petista em um despacho da Operação Lava Jato nesta sexta-feira (1º).

    Na decisão que determina prisões e conduções coercitivas da fase "Carbono 14" da operação, Moro reproduz depoimentos de envolvidos que citam Lula. Diz, por exemplo, que, de acordo com o operador Marcos Valério de Souza, o ex-presidente foi vítima de "extorsão" pelo empresário Ronan Maria Pinto, assim como outros integrantes do PT.

    Valério disse que o pecuarista José Carlos Bumlai foi escolhido para intermediar um empréstimo, que teria Ronan como beneficiário final, por ser amigo de Lula. Disse que à época seria preciso localizar "uma pessoa de confiança do presidente" para a obter o empréstimo. Ronan foi preso nesta sexta.

    Lula é citado em outra ocasião no despacho de Moro. Em uma das transcrições, o empresário e delator Salim Schahim afirma que Bumlai contou que uma negociação da empreiteira Schahim com a Petrobras, também relacionada ao empréstimo, estava "abençoada" por Lula.

    Nesta quinta-feira (31), o STF manteve, por 8 votos a 2, decisão do ministro Teori Zavascki que tinha mandado Moro enviar todas a investigações relacionadas a Lula na Lava Jato para a corte, já que envolviam autoridades com foro privilegiado.

    Por Folhapress

    Mais lidas

    1. Temer exonera oito ministros

    2. Líder do governo na Aleam confirma mais três apoiadores na base

    3. Sob pressão, Aécio indica que deixará presidência do PSDB

    4. Amazonino Mendes empossa novos gestores

    5. Propostas de David Almeida serão retiradas de pauta da Aleam