Fonte: OpenWeather

    Política


    Horário de homenagens será alterado para não comprometer votações e debates na Aleam

    Os demais parlamentares concordaram que as sessões especiais fossem transferidas para um novo horário – foto: divulgação/Aleam
    Os demais parlamentares concordaram que as sessões especiais fossem transferidas para um novo horário – foto: divulgação/Aleam

    Para conciliar votações de projetos de lei com as homenagens, a Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) muda, ainda nesta semana, os horários das audiências públicas, entrega de medalhas, sessões especiais - que antes ocorriam dentro do pequeno e grande expediente  -  para às 13h, com o intuito de dar mais qualidade aos trabalhos. As homenagens, que acabavam tomando toda a manhã e prejudicavam os debates e votações, ficarão em segundo plano.

    O presidente da Aleam, Josué Neto (PSD), afirmou nesta quarta-feira (27), que os demais parlamentares concordaram que as cessões de tempo fossem transferidas para um horário em que os trabalhos não fossem prejudicados.

    Para Josué, a qualidade dos debates deve ser prezada, e, por isso, a função da Assembleia Legislativa é atender a população. Segundo ele, as mudanças são benéficas para a resolução dos problemas da população. “Desde o corte de custos, nós (deputados) diminuímos o horário de funcionamento da Casa e, com isso, o plenário sofreu algumas modificações para manter a dinâmica e a qualidade dos debates. Os colegas entenderam a importância da mudança de horário das homenagens”, disse o presidente.

    Com as mudanças, que já começam a valer nessa semana, o pequeno expediente terá 45 minutos e o grande expediente 2 horas para os debates e votações.

    Segundo Josué Neto, a cessão de tempo está suspensa até entrar no regimento. Enquanto isso, a casa vai avaliar se ela continua, ou não, com essa modalidade. “A cessão de tempo é uma ferramenta que não é regimental. É uma modalidade que não é oficial e estamos suspendendo essa concessão até a devida  regulamentação, para que possamos voltar à cessão de tempo, ou não”, disse Neto ao destacar que a cessão consome tempo e nem sempre acrescenta algo de importante para o debate.

    A mudança de horário das cessões especiais agradou Serafim Correa (PSB), que, em sessões anteriores, já solicitava à Casa um tempo maior para as votações e ordem do dia. Para Corrêa, a mudança no horário é um avanço na forma de trabalho dos parlamentares. “A minha proposta é que as condecorações sejam apenas nos dias de segunda e sexta, deixando terça, quarta e quinta-feira para os debates e votações. No entanto, o presidente da casa anunciou que as sessões especiais – para a entrega de medalhas - serão realizadas a partir das 13h, portanto não haverá mais prejuízos ao pequeno, grande expediente e ordem do dia”, disse o parlamentar ressaltando que as audiências públicas, cessões de tempo, sessões especiais e entregas de medalhas são importantes, mas as atividades dos parlamentares não podem ter prejuízo, principalmente em dias de votações da Casa.

    Por Asafe Augusto

    Mais lidas

    1. Temer exonera oito ministros

    2. Líder do governo na Aleam confirma mais três apoiadores na base

    3. Sob pressão, Aécio indica que deixará presidência do PSDB

    4. Amazonino Mendes empossa novos gestores

    5. Propostas de David Almeida serão retiradas de pauta da Aleam