Fonte: OpenWeather

    Política


    Deputados interpelam Dilma no STF para explicar acusação de 'golpe'

    Os parlamentares argumentam que as declarações de Dilma são "uma ofensa profundamente gravosa contra 513 deputados federais - foto: divulgação/Folhapress
    Os parlamentares argumentam que as declarações de Dilma são 'uma ofensa profundamente gravosa contra 513 deputados federais' - foto: divulgação/Folhapress

    Um grupo de deputados de oposição entrou com uma interpelação no STF (Supremo Tribunal Federal) contra a presidente Dilma Rousseff pedindo que ela explique as acusações de que está sendo vítima de um "golpe" no processo de impeachment.

    Assinam a peça os deputados Claudio Cajado (DEM-BA), procurador parlamentar, Julio Lopes (PP-RJ), Rubens Bueno (PPS-PR), Antônio Imbassahy (PSDB-BA), Pauderney Avelino (DEM-AM) e Paulinho da Força (SD-SP).

    "Evidencia-se, portanto, que a presença de dubiedades nas afirmações da interpelada, segundo a qual está ocorrendo um golpe no país -sem nominar autores ou tomar providências para sustar algo de tamanha gravidade-, é o suficiente para que se possam pedir esclarecimentos", diz a peça.

    Os parlamentares argumentam que as declarações de Dilma são "uma ofensa profundamente gravosa contra 513 deputados federais".

    A partir da resposta da presidente, os parlamentares podem ingressar com uma ação contra ela, como, por exemplo, de crime contra a honra.

    Cabe, antes, porém, ao Supremo Tribunal Federal autorizar a interpelação e determinar a intimação da presidente para que ela envie uma resposta aos autos.

    Por Folhapress