Fonte: OpenWeather

    Política


    Meirelles: projeto que dá autonomia ao BC é avanço em relação a acordo verbal

    O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, anunciou que o governo pretende garantir autonomia operacional ao Banco Central - foto: divulgação
    O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, anunciou que o governo pretende garantir autonomia operacional ao Banco Central - foto: divulgação

    O governo vai enviar ao Congresso Nacional uma proposta de emenda à Constituição para garantir autonomia operacional ao Banco Central (BC), informou nesta terça-feira  (17) o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

    Acrescentou que a garantia da Constituição é uma “avanço” em relação ao acordo verbal de autonomia como ocorre atualmente. O ministro acrescentou que, nos oito anos que esteve à frente do BC, esse acordo verbal foi cumprido.

    O ministro da Fazenda explicou que a autonomia para tomar decisões não se confunde com independência, por meio da adoção de mandatos para a diretoria do BC. “O que vai ser definido formalmente, isso é mais importante do que parece, é a autonomia técnica. No momento, não há definição de mandato que seria o caso de uma independência formal do Banco Central, o que é uma questão que será sempre objeto de discussão”, disse Meirelles.

    Para ele, a decisão de dar independência ao BC não pode ser tomada de “afogadilho” porque precisa de análise profunda e um acordo político com a sociedade de maior abrangência.

    No último dia 13, o governo interino informou que pretende enviar um projeto ao Congresso Nacional retirando o status de ministro do presidente do BC, mas mantendo o foro privilegiado para toda diretoria do banco e autonomia da instituição.

    Por Agência Brasil

    Mais lidas

    1. Lava Jato investiga uso de subsidiárias da Petrobras para favorecer Odebrecht

    2. Temer exonera oito ministros

    3. Líder do governo na Aleam confirma mais três apoiadores na base

    4. Sob pressão, Aécio indica que deixará presidência do PSDB

    5. Amazonino Mendes empossa novos gestores