Fonte: OpenWeather

    Política


    PSDB confirma Arthur Neto como pré-candidato à reeleição

    IONE-MORENO-PSDB-2
    Durante a indicação do prefeito de Manaus, a juventude do partido se mostrava entusiasmada - fotos: Ione Moreno

    Sem a presença do presidente de honra da sigla, Arthur Virgílio Neto, o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) anunciou em reunião, na noite desta segunda-feira (18), a pré-candidatura do atual prefeito de Manaus para a disputa do pleito municipal deste ano. O evento reuniu filiados e executivos do partido que se mostraram entusiasmados com a indicação.

    Ainda não há definição de quem será o vice na chapa dos tucanos, no entanto, nos últimos meses alguns nomes como o do pré-candidato a prefeito pelo PRB, deputado federal Silas Câmara, o do presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Wilker Barreto (PHS), e do presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado estadual Josué Neto, foram ventilados e estão como prováveis escolhas para compor a chapa para a reeleição do atual chefe do poder executivo municipal. Apesar das especulações, o presidente regional do partido, Mário Barros, afirmou que tudo não passa de uma “suposições” e o vice ainda será escolhido pela diretoria, porém será anunciado apenas no próximo dia 5 de agosto, que é a data limite imposta pelo partido para a decisão e, também, o dia da convenção geral da sigla. “Tudo que disseram até agora sobre esses nomes para vice-prefeito são apenas especulações infundadas. A diretoria ainda chegará a um consenso de quem pode ser essa pessoa”, destacou.

    Melhor caminho

    Barros disse ainda que os executivos do PSDB entenderam que a indicação de Artur a reeleição é o melhor caminho para a cidade de Manaus. Nesta terça-feira (19), uma carta com a indicação do partido será entregue ao prefeito para conhecimento. “O partido decidiu que quer o Arthur. Ele pode não aceitar, está livre para isso. Porém em reunião definimos que esse é o melhor caminho”, disse Barros.

    Em um trecho da carta o partido afirma que “entende que apesar das crises econômica e política, Arthur conseguiu grandes avanços em sua gestão”.

    Por Asafe Augusto

    Mais lidas

    1. Lava Jato investiga uso de subsidiárias da Petrobras para favorecer Odebrecht

    2. Temer exonera oito ministros

    3. Líder do governo na Aleam confirma mais três apoiadores na base

    4. Sob pressão, Aécio indica que deixará presidência do PSDB

    5. Amazonino Mendes empossa novos gestores