Fonte: OpenWeather

    Política


    Número de eleitores com 16 e 17 anos cai 20% em quatro anos

    Segundo o IBGE, a população do país com essa idade se manteve praticamente estável no período – foto: reprodução
    Segundo o IBGE, a população do país com essa idade se manteve praticamente estável no período – foto: reprodução

    Na contramão do acirramento dos debates no país e das manifestações históricas dos últimos três anos, um grupo parece cada vez mais distante da política: os eleitores com 16 e 17 anos.

    O tamanho do eleitorado com essa faixa de idade neste ano, na qual o voto é facultativo, caiu 20% na comparação com a eleição municipal anterior, em 2012. Eram 2,9 milhões de brasileiros há quatro anos e agora são 2,3 milhões, de acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral divulgados nesta segunda-feira (25).

    Segundo o IBGE, a população do país com essa idade se manteve praticamente estável no período.

    Desde 2013, o país assistiu a grandes mobilizações de jovens, como os protestos de junho contra o aumento da tarifa e as ocupações em escolas públicas que começou em São Paulo em 2015 e se espalhou para outros Estados, como o Rio.

    Ainda assim, a quantidade de adolescentes com essa idade que irão às urnas caiu para o mesmo patamar de 1992, quando a população do país era bem menor.

    A Justiça Eleitoral e a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas até tentaram incentivar os jovens dessa idade a fazer o título eleitoral. A entidade estudantil promoveu uma campanha chamada "Se Liga, 16", buscando aumentar a participação de uma faixa da população considerada pouco representada.

    Mas só um terço dos 6,8 milhões de brasileiros com essa faixa de idade decidiu fazer o título neste ano - em Brasília não haverá eleição.

    Por Folhapress

    Mais lidas

    1. Lava Jato investiga uso de subsidiárias da Petrobras para favorecer Odebrecht

    2. Temer exonera oito ministros

    3. Líder do governo na Aleam confirma mais três apoiadores na base

    4. Sob pressão, Aécio indica que deixará presidência do PSDB

    5. Amazonino Mendes empossa novos gestores