Fonte: OpenWeather

    Política


    Ministério da Saúde investiga invasão a site da pasta com críticas a Temer

    portal-ministerio-saude-diego-janata
    O Ministério informou que uma sindicância foi aberta para ‘investigar a origem da falsa publicação’ - foto: Diego Janatã

    O Ministério da Saúde abriu uma sindicância para apurar uma invasão ocorrida no site da pasta na manhã desta terça-feira (27) que alterou a agenda do ministro da Saúde, Ricardo Barros, com críticas ao governo.

    Por volta das 9h, a sessão que informa a agenda do ministro constava como compromissos "renúncia" do presidente Michel Temer e reunião com os ministros da "base aliada do golpe".

    "19h. Renúncia do (vice) presidente da República #ForaTemer", informava a agenda invadida. A página foi retirada do ar cerca de uma hora depois.

    Em nota, o Ministério informou que uma sindicância foi aberta para ‘investigar a origem da falsa publicação’ e que foram reforçadas as medidas de restrição de acesso e segurança do site.

    Mais cedo, a pasta informou que o Datasus também foi acionado para verificar se a invasão foi externa ou se ocorreu dentro do próprio ministério. As conclusões serão apresentadas à Polícia Federal, completa a nota.

    Por Folha Press