Fonte: OpenWeather

    Política


    Aleam começa resgate da memória histórica do Poder Legislativo

    O levantamento aponta que o legislativo amazonense já foi representado por 14 deputadas - Divulgação

    A Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) deu início a um trabalho de resgate histórico da memória da Casa com o Projeto "Memorial Parlamentar". A catalogação compreende o período do início do Poder Legislativo amazonense, em 1852, até ao presente momento, da presidência do deputado David Almeida (PSD).

    O trabalho está sob a coordenação da servidora Maria de Auxiliadora Melo, assessora da direção da Escola do Legislativo Senador José Lindoso. De acordo com Auxiliadora, o objetivo é resgatar esta parte da história por meio de vários documentos e registros. "Nós estamos nesta fase de investigar e coletar dados, e todo material que a população puder contribuir é bem vindo", destacou a coordenadora do projeto.

    Auxiliadora explica ainda que, a ênfase da pesquisa é de acervo documental e no registro de memória oral, representada pelas lembranças daqueles que ajudaram a construir essa história. "Tais informações serão representadas por meio de entrevistas com membros ativos e inativos, fotografias, consultas a museus, bibliotecas e institutos de memória histórica, utilizando os recursos da tecnologia da informação", explicou.

    Com parte do acervo catalogado, a coordenadora observou um dado interessante sobre a participação da mulher no parlamento. O levantamento aponta que o legislativo amazonense já foi representado por 14 deputadas, tendo como pioneira, a deputada Maria de Miranda Leão.

    A parlamentar assumiu a vaga em 1935 e durante o mandato, realizou vários trabalhos sociais, dentre eles, o destaque para a criação do Hospital Infantil Doutor Fajardo, que na época, atendia crianças órfãs e enfermas. Em seu legado, Maria de Miranda Leão configurou sua liderança sendo uma das fundadoras da Federação Brasileira pelo Progresso Feminino, seção Amazonas. Com esta atuação desenvolveu várias ações com o objetivo de sensibilizar as mulheres para o alistamento eleitoral.

    A coordenadora do projeto adiantou que, já existe previsão para inauguração de duas galerias, como parte do resgate histórico da Casa Parlamentar. "Para homenagear essas mulheres, iremos fazer a Galeria Rosa. Nela estarão disponíveis fotos e informações do período em assumiram o cargo na Aleam. A ideia inicial é que esta galeria seja instalada no subsolo do prédio principal da Casa. A segunda galeria ficará no térreo e terá as fotos e informações de todos os presidentes", acrescentou Auxiliadora.

    Para fazer as doações dos materiais históricos, a população deve procurar a sala da Assessoria da Direção da Escola do Legislativo Senador José Lindoso, no horário de 8h às 17h, que fica localizada nas dependências da Aleam, na Avenida Mário Ypiranga Monteiro, bairro Parque 10 de Novembro.

    Com informações da assessoria