Fonte: OpenWeather

    Política


    Jornalista Liliane Araújo formaliza pré-candidatura ao governo do AM

    PSS vai disputar pleito em chapa 'puro sangue' - Foto: Arthur Castro

    A jornalista Liliane Araújo e o cabo da Polícia Militar Jeverson Lobo, ambos do PPS, formalizaram na noite desta quarta-feira (14) a primeira chapa para concorrer às eleições suplementares para governador do Estado, que acontecem no dia 6 de agosto. O PPS não fará alianças. Segundo a candidata, não há nenhuma sigla que represente novidade para o Estado. Ela diz ainda que o partido tem o objetivo de “arrumar a casa”, para investir em saúde, segurança, educação, geração de emprego e renda.


    Liliane justificou informações de que ela não poderia ser candidata pelo curto tempo de filiação. Ao falar sobre a polêmica, a jornalista justificou que está filiada ao partido desde o dia 25 de novembro de 2016. “Criaram uma polêmica em relação à minha filiação. Mas, nas diretrizes do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), não existe esta questão de dupla filiação. O registro mais recente é o válido”, explicou.

    A candidata disse que deseja imprimir a própria marca na campanha, com competência e honestidade.

    Anúncio 

    O anúncio da chapa já havia sido realizado durante uma reunião partidária na manhã de ontem, na sede do partido localizado, no bairro Vieiralves, Zona Centro-Sul da cidade.

    Segundo o presidente estadual da legenda, Elcy Monteiro Barroso Júnior, antes da decisão, o PPS chegou a pensar sobre uma possível coligação, mas achou que o ideal neste momento seria optarem por uma chapa independente com duas pessoas que não tem sequer um vínculo político, por acreditarem que a novidade de não ter representantes envolvidos em escândalos políticos seja um forte aliado para o eleitor na hora da votação.

    “Queremos fazer a novidade, trazendo uma jornalista que tem uma imagem muito boa em nossa sociedade e uma maneira singela de tratar o público com um projeto muito forte ao lado do cabo Lobo, no militarismo. Pois nós do PPS não vemos o militar como só uma categoria para agregar na eleição como um forte aliado e, sim, como algo que deve ser tratado fielmente em nossa gestão onde eles sabem que eles serão recebidos
    de braços abertos”.

    Causa feminina

    Liliane Araújo, até o momento, é a primeira mulher a entrar na disputa eleitoral deste ano, e, por conta disso, já adianta que a luta pela causa feminina estará garantida, principalmente quando o assunto for referente à saúde.

    “O PPS está me permitindo liderar um momento histórico por ser a primeira mulher a entrar nesta disputa como pré-candidata. E por conta disso, adianto que a causa feminina não será apenas um quesito para discurso, pois sei bem das necessidades que temos, principalmente na saúde. De 1990 para cá, tivemos 36 candidaturas masculinas em nosso Estado e não solucionamos problemas como o exame preventivo, por exemplo, que muitas vezes, as mulheres têm que aguardar meses para obter o resultado e quando pegam, já estão com suas saúdes debilitadas, devido ao tempo de espera. Então são assuntos como esses que pretendo ver de perto e seguir em busca de soluções, pois nossas mulheres estão doentes e nada é feito por esta causa”, declarou a pré-candidata.

    Eleição 2018

    O presidente da legenda adiantou que, nas eleições do ano que vem, todos os municípios do Amazonas terão um representante da Polícia Militar como candidato. “Queremos reforçar este apoio do partido a toda esta categoria, e os representantes serão reconhecidos por seus próprios números de disputa”.

    Colaborou Wal Lima

    Fabiane Morais
    EM TEMPO

    Mais lidas

    1. Lava Jato investiga uso de subsidiárias da Petrobras para favorecer Odebrecht

    2. Temer exonera oito ministros

    3. Líder do governo na Aleam confirma mais três apoiadores na base

    4. Sob pressão, Aécio indica que deixará presidência do PSDB

    5. Amazonino Mendes empossa novos gestores