Fonte: OpenWeather

    Política


    Delação do fim do mundo: Cunha vai falar, diz revista

                          Cunha vai colaborar com a justiça para sofrer redução de pena - foto divulgação

    A defesa do deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que está preso em Curitiba, avisou à Procuradoria-Geral da República (PGR) que ele vai delatar. As informações são da coluna Radar, da revista Veja.

    Conforme a publicação, os advogados de Cunha saíram da reunião com os procuradores dizendo que agora começarão a colher as informações que o ex-deputado tem para entregar.

    Leia também: Há um mês, Cunha escreve à mão uma proposta de delação premiada em sua cela

    Nas últimas semanas, o ex-presidente da Câmara dos Deputados já havia demonstrado que tem interesse em delatar e havia dito que estava escrevendo os termos da sua delação “com papel e caneta”.

    Preso desde outubro de 2016 em Curitiba (PR), Cunha afirmou, em depoimento à PF, em 14 de junho, que nunca havia sido procurado para fazer acordo de delação premiada.

    Uma eventual delação de Eduardo Cunha pode agravar ainda mais a situação do presidente Michel Temer e a crise política brasileira, o que pode fechar o cerco contra o governo federal, devastado por denúncias de corrupção e envolvimento com maus feitos.

    EM TEMPO

    Leia mais: Cunha depõe à PF em inquérito que investiga Temer
    ‘Conta’ de aliado de Cunha com Joesley era de R$ 173 mi
    Cunha pede ao STF acesso às investigações da JBS antes de depor à PF