Fonte: OpenWeather

    Política


    Arquivado: Conselho de Ética do Senado abandona em definitivo processo contra Aécio

    – foto: Folhapress

    O Conselho de Ética do Senado arquivou nesta quinta-feira (6) a representação contra Aécio Neves (PSDB-MG) por quebra de decoro parlamentar. Por 11 votos a 4, o colegiado rejeitou um recurso protocolado no dia 27 de junho. Com isso, o caso foi arquivado em definitivo.

    Votaram contra o recurso os senadores Airton Sandoval (PMDB-SP), Romero Jucá (PMDB-RR), Helio José (PMDB- DF), Davi Alcolumbre (DEM-AP), Flexa Ribeiro (PSDB-PA), Eduardo Amorim (PSDB-SE), Gladson Cameli (PP-AC), Acir Gurgacz (PDT-RO), Telmário Mota (PTB-RR), Pedro Chaves (PSC-MS) e Roberto Rocha (PSB-MA).Apenas Lasier Martins (PSD-RS), José Pimentel (PT-CE), João Capiberibe (PSB-AP) e Antônio Carlos Valadares (PSB-SE) defenderam que o processo tivesse continuidade.

    Conforme a Folha de S.Paulo publicou na quarta-feira (5), uma articulação entre o PSDB e o PMDB pretendia adiar a análise de um recurso que pode reabrir o processo contra o tucano. Contudo, os partidos decidiram que "não se pode deixar Aécio na chuva" e o caso deve ser encerrado nesta quinta.

    Leia também: Aécio Neves retorna ao Senado e discursa reafirmando que é inocente

    A mudança de planos ocorreu depois do retorno de Aécio ao Senado na terça-feira (4). O tucano, que passou 46 dias longe das atividades políticas, teve a decisão de seu afastamento revista pelo STF (Supremo Tribunal Federal) na última semana.

    A representação de autoria do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) já havia sido arquivada no mês passado pelo presidente do colegiado, João Alberto Souza (PMDB-MA) por "ausência de provas". Randolfe, com apoio de cinco senadores, recorreu da decisão por meio do recurso rejeitado nesta quinta. A acusação contra o senador tucano tem como base a delação do grupo J&F e gravação feita pelo empresário Joesley Batista em que Aécio é flagrado pedindo R$ 2 milhões, além de comentar iniciativas para tentar frear a Lava Jato.

    Folhapress

    Leia mais:

    Conselho de Ética deve arquivar pedido de cassação de Aécio Neves

    "É evidente a minha enorme tristeza", diz Luciano Huck sobre o amigo Aécio

    Ministro do STF devolve mandato de Aécio e nega prisão do senador

    Mais lidas

    1. Cidadão pode contribuir com leis em portal

    2. Um dos mais importantes juristas brasileiros, Ives Gandra analisa crise no país

    3. Democracia ameaçada pelo avanço do discurso militar

    4. Lava Jato investiga uso de subsidiárias da Petrobras para favorecer Odebrecht

    5. Temer exonera oito ministros