Fonte: OpenWeather

    Política


    Liliane Araújo diz que vai recorrer após ter candidatura indeferida pelo TRE

    Liliane teve pedido de candidatura indeferido e vai recorrer - Arquivo/AET

    A jornalista e candidata ao Governo do Amazonas, Liliane Araújo (PPS-AM) , após ter o pedido de candidatura indeferido pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM), diz que irá recorrer da decisão.

    Em entrevista ao EM TEMPO, a candidata afirmou que é filiada ao PPS-AM desde 25 de novembro de 2016, porém, devido ao processo de intervenção  do partido, não foi possível incluir os dados nos sistemas SGIPEX e FILIAWEB do TSE, ação obrigatória para o reconhecimento por parte do TSE para que o candidato esteja filiado  e apto a ser candidato.

    “O processo teve que ser feito manualmente, pois não tínhamos senhas de acesso disponíveis para realizar o cadastro no TSE. Mas o processo está em andamento e cabe recurso nas próximas 72 horas e vamos recorrer", completou.


    Ainda de acordo com Liliane, o julgamento estava marcado para ocorrer no Pleno do TRE-AM, na próxima semana," porém foi antecipado, sem motivo aparente".

    Leia também: Horário eleitoral começa hoje; entenda as propostas de cada candidato

    O PPS lançou uma chapa com Liliane candidata a governador e Cabo Lobo como  vice. A jornalista já foi filiada ao PPS, partido pelo qual concorreu, em 2014, ao cargo de deputada estadual. Em 2016, já no PR, concorreu a vereadora, para depois retornar ao PPS.

    Para o TRE-AM, o documento não pode ser considerado válido, pela falta do registro no TSE. A corte afirma que provas são oriundas de documentos unilaterais, e não podem ser considerados.

    Raphael Sampaio
    EM TEMPO

    Leia mais:

    Candidatos ao governo do AM têm 27 dias para acelerar campanha

    Candidatos homologam candidatura ao governo do Amazonas

    TRE-AM mantém eleições para o dia 6 de agosto

    Mais lidas

    1. Lava Jato investiga uso de subsidiárias da Petrobras para favorecer Odebrecht

    2. Temer exonera oito ministros

    3. Líder do governo na Aleam confirma mais três apoiadores na base

    4. Sob pressão, Aécio indica que deixará presidência do PSDB

    5. Amazonino Mendes empossa novos gestores