Fonte: OpenWeather

    Política


    Ministro do TSE nega pedido de Henrique Oliveira para suspender eleições no AM

    Presidente interino do TSE Tarcísio Vieira de Carvalho Neto -Foto: Reprodução 

    O presidente interino do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Tarcísio Vieira de Carvalho rejeitou na tarde desta terça-feira (11), o pedido de liminar feito pelo vice-governador cassado do Amazonas, Henrique Oliveira (Solidariedade), para mais uma vez adiar as eleições suplementares do Amazonas.

    Conforme decisão do presidente interino, o tribunal entendeu que foi mantido o posicionamento de que a unicidade da chapa acarreta na cassação de ambos os diplomas (governador e vice), independente da participação de ambos em conduta ilícita.

    Leia também: Henrique Oliveira entra com recurso para assumir governo do Amazonas

    Na decisão consta ainda, dentre outros argumentos, que conforme divulgado no site do TSE, foi apurado que a eleição suplementar no Amazonas terá um custo de R$ 18 milhões para a justiça eleitoral, já tendo demandado para a corte do Amazonas, até a presente data, um custo de R$ 9,5 milhões empenhados, o que traria ônus para os cofres públicos.

    Leia mais:

    TRE-AM mantém eleições para o dia 6 de agosto

    Futuro das eleições no AM nas mãos de Celso de Mello no STF

    Eleição no AM é suspensa e José Melo e Henrique Oliveira podem voltar ao governo